Participar & Escrever

  1. Bom dia a todos!
    Caras Senhoras (es), no início de 2014 fui vitima de um enfarte do miocárdio, fiz um cateterismo e uma angioplastia, felizmente fui socorrido a tempo e sobrevivi só que em casos como o meu ficam sempre sequelas para o resto da vida, no meu caso além de ter ficado com uma doença crónica fiquei ainda com insuficiência cardíaca o que me obriga a fazer determinada medicação para o resto da vida, sei que não posso fazer esforços físicos, aliás tenho uma declaração do meu Medico Cardiologista onde está bem explicito que eu não posso fazer esforços físicos de moderados a intensos e também tenho de ter muito cuidado com ondas de calor e de frio extremo, até aqui estou esclarecido!
    No entanto nada sei no que respeita ao poder ou não trabalhar por turnos rotativos diurnos e nocturnos!
    Surgiu-me uma oportunidade de trabalho muito aliciante só que essa oferta implica ter de trabalhar de dia e de noite em 3 turnos rotativos e em ambiente fabril por vezes muito ruidoso, será que se eu aceitar estou a correr sérios riscos de ter outro episódio de enfarte?
    Será que o trabalho por turno pode ter influencias nefastas na já frágil saúde de Doentes cardíacos crónicos como é o meu caso?
    Por favor esclareçam-me!


  2. Tome a sua medicação e esteja sossegadinha.

  3. Olá, José.

    Existe uma série de estudos mostrando deterioração da saúde em trabalhadores de período noturno. A alteração dos períodos de sono aumenta a hipercoagulabilidade sanguínea e altera uma série de hormônios importantes para a correta manutenção da saúde. Um exemplo é a melatonina, produzida à noite e os níveis de corticoides, produzidos em sua maior quantidade logo antes de acordarmos.

    Trabalhar dia e noite assim certamente vai prejudicar sua saúde. Como você já tem uma doença cardiovascular, a prevenção secundária, ou seja, evitar novos quadros de piora, envolve boas noites de sono sem sombra de dúvidas.

    http://medsimples.com/