Participar & Escrever

Ver mais sobre

    • 2016-08-08 14:52:25 8 Agosto 2016 editado
    • #1

    boas!

    o meu problema é muito complicado mesmo que para muitos possa parecer simples e comum mas para mim é o fim do mundo e estou bastante desesperado porque tenho vergonha de ir ao especialista....tentei procurar alguma coisa na net mas també, com tanta variedade não é fácil de escolher e não tenho bastante pasta para comprar um depois doutro e experimentar se é bom ou não.... enfim, o meu problema é como acima mencionado..... tenho 43 anos e problemas durante o acto sexual.... sinto que a minha mulher está cada vez mais preocupada e não me quer stressar por isso nem lhe apetece tentar...isto torna-se cada vez mais grave... há alguém aqui que também tenha problemas iguais ou melhor conseguiu resolvê-los...?

    cumps


    • 2016-08-09 19:36:26 9 Agosto 2016
    • #2

    Olá! Como é que começaram os seus problemas? Foi de um dia para o outro ou foi um processo bastante demorado que resultou nesta situação extrema? O que lhe posso dizer para já é que o mais importante neste momento é aproximar-se da sua mulher e tentar recuperar os laços que tiveram, porque tudo começa sempre na cabeça e os amantes têm que confiar um noutro para que isto tudo resulte. Espero que descreva melhor o seu problema para podermos ajudá-lo, porque nem sempre um especialista ou mesmo medicamentos são necessários, às vezes o problema é mais simples que pensamos ;)

    • 2016-08-09 21:05:44 9 Agosto 2016
    • #3

    boa noite!

    para si pode parecer simples, mas para mim como já disse é o fim do mundo e não imagino continuar a viver assim. contactos com a minha mulher e a nossa relação acho que não mudaram muito, mas como já disse ela está um bocado fria na cama é porque não me quer preocupar nem stressar. quando começo a aproximar-me dela, diz que hoje está com sono e vamos tentar amanhã, mas amanhã nunca chega.... não acredito que me traia mas sexo é um ato que dá prazer aos dois então não quero acabar com isso por ela, porque nos amamos e ela merece este carinho e o pazer que costumava ter

    • 2016-08-09 21:18:05 9 Agosto 2016
    • #4

    Pois, então pode ser que a sua mulher querendo deixá-lo em paz ou mesmo afastando-se um pouco para poder repensar o problema e tentar solucioná-lo faz com que você fique magoado nem sequer sabendo disso. Pode ser que a sua cabeça pensa "ela não quer, então é porque algo está mal comigo e está a rejeitar-me" e você contraliza o problema em si mesmo. O melhor seria então falar com a mulher e decidir que passos vão tomar para resolver esta situação ou procurar um médico ou tentar com um suplemento (nem sequer medicamento), porque creio que neste situação nem vale a pena tentar de novo porque a sua mente vai sempre falhar...

    • 2016-08-11 00:24:3211 Agosto 2016
    • #5

    boas!

    é isso que me deixa preocupado, que nunca mais será a mesma coisa na cama.... nunca mais o mesmo carinho, nunca mais o mesmo fogo, mas enfim... o importante é ter a minha Marta de volta e poder estar sempre com ela nos dias mais felizes ou nos dias menos felizes. acho que vou ter que solucionar o problema indo ao médico, mas realmente queria evitá-lo, porque tenho bastante vergonha de falar nisso, já não me sinto o homem que costumava ser antes forte e pronto a tudo. a idade não perdoa e espero que seja apenas isto, porque o pior seria revelar-se que o meu problema é muito mais grave e complicado...

    cumps

  1. tenho 48 anos e uma erecção satisfatória, nunca tive uma erecção poderosa mas dava para o gasto já fui a especialistas que afirmam estar tudo bem segundo os exames, mas a realidade é que a minha erecção não é suficiente para poder usar preservativo o que posso fazer, desde já o meu obrigado.

    :evil:

    • 2017-12-30 21:59:1930 Dezembro 2017
    • #7

    também estou a chegar aos 40 mas desde sempre que nunca estive 100% contente com a minha performance. Mesmo quando era novo sempre que estava com uma mulher pela primeira vez normalmente não conseguia ter ou manter uma erecção suficiente. Entretanto casei-me e a coisa foi correndo mais ou menos bem, tendo alguns problemas ocasionais especialmente quando fazia planos de antecedência para a coisa. Aí nunca resulta. Outra coisa que sempre notei é que normalmente sempre que a relação demora mais algum tempo o poder da erecção diminui e normalmente vejo-me fforçado a terminar mais rápido para não "ir abaixo" antes do tempo. Depois sempre que corre mal uma vez há sempre o stresse de voltar a correr da próxima vez. E por exemplo se durante uma relação me apercebo que a minha parceira não está a ter grande prazer , então é que vai mesmo tudo ao fundo.

    Resumindo , eu tenho perfeita noção que o meu problema é 90% mental , mas sinceramente nunca percebi como resolvê-lo. Resta-me esperar que se má mantendo pelo menos da forma que tem estado