Participar & Escrever

    • 2008-05-20 09:13:2020 Maio 2008 editado
    • #1

    Tal como o resto do corpo, eles também acusam a passagem do tempo, o excesso de peso e a falta de exercício físico. Mime-os!

    Há tendência para negligenciarmos os cuidados com os braços. Por isso chegou a hora de terem o protagonismo que merecem! Não se esqueça de, todos os dias, hidratar a pele dos braços com um creme emoliente, insistindo na zona dos cotovelos, que tende a ficar ressequida e escura. Se isso acontecer, redobre os cuidados, recorrendo a um creme esfoliante para eliminar as células mortas.

    A gordura engrossa os braços, retira-lhes beleza e torna-os moles e flácidos. Por outro lado, também costumam ser afectados pela celulite. Recomenda-se, nesse caso, que aplique neles o creme antice-lulítico/adelgaçante que habitualmente usa para as pernas.

    Vinte minutos por dia de actividade física, três ou quatro vezes por semana, serão suficientes para exibir uns braços em plena forma. Além disso, e ainda que não pareça, as tarefas do dia-a-dia, como ir às compras, brincar com as crianças ou arrumar os armários, são óptimos coadjuvantes do exercício. O ideal para conseguir uns braços mais firmes e tonificados é conseguir eliminar gordura e fortificar o músculo. Isto pode conseguir-se através de um trabalho aeróbi-co para queimar gorduras e consumir energia, ao mesmo tempo que trabalha os músculos de modo a torná-los mais robustos. Se não pode frequentar um ginásio, não se preocupe, pois conseguirá quase o mesmo efeito exercitando-os em casa, por exemplo, fazendo flexões no chão ou através de pesos (podendo perfeitamente usar dois pacotes de quilo de arroz - um para cada mão): um quilo é quanto basta para desenvolver o músculo não mais do que o desejado. Seja qual for o exercício que realizar em casa com pesos, não se esqueça de manter sempre as costas bem direitas e de respirar pausadamente.

    Os dois principais músculos que "suportam" a parte superior do braço sao o bíceps e o tríceps. O primeiro é aquele que permite flectir o braço, enquanto o segundo faculta estendê-lo.

    Aproveite a estação quente, que convida aos banhos de mar e de piscina, para trabalhar os braços. Nadar, só por si, é já um excelente exercício, mas não se fique apenas por aí. Por exemplo, com a água pelo pescoço (pode ter as pernas ligeiramente flectidas), suba e baixe os braços esticados, com as mãos a servir de remo, desde a superfície da água até tocar nas pernas. Repita 10 vezes. Outro movimento divertido é debater-se com a água, imaginando ali um saco de boxe. Sempre com a água pelo pescoço e as pernas um pouco flectidas, feche as mãos e dê socos para a frente, para baixo, de baixo para cima e para os lados, alternando os braços. Vai dar-se conta da força que é necessária para lutar contra a água... Repita em séries de 10 socos e relaxe, com os braços esticados à superfície da água, como que a boiar, chapinhando com os dedos.