Participar & Escrever

Ver mais sobre

    • 2008-05-02 18:38:43 2 Maio 2008 editado
    • #1

    É uma emoção que todos experimentamos ao longo da vida e que não tem de ser negativa se for sentida de forma moderada. Os problemas surgem quando o nível de ansiedade é tal que o desconforto emocional se torna debilitante.
    Neste caso incluem-se, sobretudo nas mulheres, três tipos de problemas associados à ansiedade: a ansiedade generalizada, os ataques de pânico e as fobias.

    ANSIEDADE GENERALIZADA
    A pessoa sente uma preocupação constante com alguns aspectos da sua vida, independentemente do que está a fazer ou do local onde se encontra. Os sintomas duram há seis ou mais meses e podem incluir tensão muscular, fadiga, nervosismo, palpitações, suores, tonturas, náuseas e desconforto abdominal, irritabilidade, insónia e dificuldade de concentração e de memória. Dois terços das pessoas com este tipo de problema são mulheres.

    ATAQUES DE PÂNICO
    Medo ou profundo desconforto que ocorre em qualquer situação, de forma inesperada, acompanhado de sintomas físicos que vão aumentando de intensidade, atingindo o pico num período de 10 minutos: ritmo cardíaco acelerado, dificuldade em respirar, dor no peito, suores, tremores, náuseas, tonturas, mal-estar abdominal, sensação de calor ou de frio. O final da adolescência e entre os 30/40 anos são as faixas etárias em que é mais comum o aparecimento dos ataques de pânico. Esta situação pode ocorrer associada ao medo agorafóbico. A agorafobia caracteriza-se pelo medo de se afastar de casa ou de ficar em casa sozinho, medo de espaços abertos, multidões, bichas, transportes públicos. A ansiedade surge pela sensação de ausência de ajuda disponível no caso de se desencadear um ataque de pânico.

    De emoção comum a problema altamente debilitante, a ansiedade tem sempre na sua origem a preocupação ou o medo face a uma determinada situação.

    FOBIAS
    Medo acentuado face a certas coisas ou situações específicas. As mais comuns referem-se a animais, alturas, tempestades, andar de avião e de automóvel, espaços fechados e sangue. As pessoas que sofrem de fobia reconhecem que o seu medo é exagerado e tentam evitar a situação que o causa. As fobias aparecem geralmente na infância, mas podem também manifestar-se pela primeira vez no início da idade adulta. São mais frequentes nas mulheres.

    TRATAMENTO
    "Uma das formas de tratamento mais eficaz para os problemas de ansiedade consiste em enfrentar a causa dos medos", explica Ana Paula Belo. "Na maior parte dos casos, as pessoas precisam de apoio para o fazerem, dado o nível de desconforto que atingem quando estão expostas à situação. A pessoa tem de perceber que só arriscando o desconforto é que o pode vencer porque vai, finalmente, entender que a sua reacção é exagerada em relação à 'ameaça'. Por exemplo, no caso da agorafobia, em que a pessoa receia entrar em pânico quando se vê sozinha, antes de ser exposta à situação real, o psicólogo vai ajudá-la a criar uma habituação aos sintomas. A pouco e pouco, vai-se expondo a situações progressivamente mais exigentes, usando as estratégias que aprendeu."

    TÉCNICAS
    Existem hoje várias técnicas com efeito anti-stress que pode experimentar. Deixamos-lhe aqui a sugestão de apenas algumas, já espalhadas por todo o País.
    Acunpunctura - Tratamento através de agulhas, que vão agir directamente numa parte do corpo para influenciar determinados órgãos.
    Aromaterapia - Utilizando óleos essenciais, pretende-se que o doente respire profundamente determinados aromas, que lhe vão transmitir uma sensação de prazer e relaxamento.
    Homeopatia - Através da avaliação da história clínica dos doentes e do seu temperamento, os homeopatas tentam adaptar um remédio a cada indivíduo.
    Ioga - Visa alcançar a harmonia entre mente, energia e corpo, através de determinadas posturas e do controlo da respiração. Ensina a libertar o stress e a controlar a mente.
    Osteopatia - Técnica que se baseia na importância da interacção entre os músculos, os ligamentos e o esqueleto na nossa saúde. É feita através de manipulação, estiramento e massagem.
    Reflexologia - Tratamento de varias doenças através da massagem aos pés. Os reflexologistas acreditam que os terminais nervosos do pé estão ligados aos órgãos do resto do corpo. Logo, se um órgão estiver mal, a área correspondente do pé está dorida. E será nela que vão actuar para melhorar o órgão afectado.
    Shiatsu - Técnica de massagem que utiliza os dedos, os cotovelos, os joelhos e os pés para fazer pressão em cada ponto do corpo.
    Tai Chi - Técnica milenar que desenvolve a atenção e acalma a mente, facilitando o relaxamento, a flexibilidade e o equilíbrio, através de exercícios físicos harmoniosos.