Participar & Escrever

    • 2007-09-30 23:26:3030 Setembro 2007 editado
    • #1

    Ao descobrir este fórum, apresentei-me como uma doente fibromiálgica.
    Descobri que padecia desta doença no início deste ano e depois de ter percorrido centenas de médicos... :|
    Tenho consultas de 3 em 3 meses com uma reumatologista mas quando a confronto com alguns dos sintomas que me vão surgindo, só me diz que é normal.
    Na verdade, não é bem a resposta que procuro e embora ela seja uma pessoa frontal, eu gostava de saber que sintomas considera normais.

    É que além de sofrer de fibromialgia também sofro de insuficiência mitral congénita. Um azar nunca vem só e é bem verdade... E gostaria de saber de que doenças são derivadas as enxaquecas; etc.

    No fundo, o que queria saber é que sintomas além dos comuns ( rigidez do corpo, o custar a levantar de manhã, dores inexplicáveis, dormências nos pés e mãos, nas pernas) existem mais.
    Poderão ajudar-me?!


    • 2008-01-23 15:04:2823 Janeiro 2008 editado
    • #2

    Acho que já tive quase de tudo desde que soube que tinha fibromialgia.
    As enxaquecas pioraram
    As dores melhoram desde que me mantenha em movimento e "ignore" as mesmas,
    Os zumbidos nos ouvidos vão e vêm
    A dormencia ou as caimbrãs, desaparecem desde que eu coma mais alimentos como a banana, evito outros mas ainda não sei diferenciar os que me fazem realmente "mal"
    Não abuso no café ( no minimo 1 por dia).
    E tento ao máximo, deitar-me cedo para me conseguir levantar com menos problemas
    O esquecimento, o atabalhoamento a falar, por vezes, ainda continua mas tenho que arranjar soluções...

    As dores de cabeça, recorri mesmo ao neurologista porque começaram a ultrapassar o razoavel. E como sofri há coisa de uns 10 anos atrás, um traumatismo craneano, achei que deveria "visitar" um médico.

    Mas o que julgo que me faz realmente bem é o positivismo.
    Encarar esta doença como algo que consigo combater e consigo.
    Tenho que presdipor todos os dias de que a vou conseguir vencer, mas consigo, quase sempre.
    Manter-me ocupada é muito importante e se for algo realmente que goste de fazer, consigo.
    Resultou a rotina dos comprimidos porque melhoraram substancialmente.

    • 2008-01-29 10:57:1429 Janeiro 2008 editado
    • #3

    Que bom que és tão positiva Isabel!:)

    Devemos ser assim, fortes e ultrapassar as dores, mas a sdores físicas, porque as dores de sentimento essas devem ser sofridas para serem ultrapassadas! Para essas não há rotina de comprimidos que nos valha!

    O nosso pensamento, a nossa vontade conseguem vencer a dor fisica, veja-se a tradição indiana onde um homem se consegue deitar numa cama de pregos!

    A evolução da nossa mente é muito importante não só a nivel intelectual mas a nivel emocional e espiritual!

    Tenho estado a ler um livro que julgo ser o melhor que li até hoje. Vou tentar deixar te aqui uns excertos! Vais gostar com certeza! :beijinho:

    Bjkas
    Perola

    • 2008-02-08 23:51:34 8 Fevereiro 2008 editado
    • #4

    Eu tento ser positiva o mais que posso.
    Existem pessoas com doenças e situações bem mais graves que as minhas.

    Tento viver o meu dia a dia o melhor que sei e posso.
    Felizmente, tenho um marido e uma filha que contribuem para que "esqueça" as dores, mesmo que por vezes, estas tentem vencer.

    E se me sentir bem comigo mesma, tudo fica mais fácil, não achas?

    • 2010-07-06 11:59:41 6 Julho 2010 editado
    • #5

    Tenho fibromialgia a ano e meio, mas só sei à cerca de 7 meses. Começou por dores de madegas, lombares na posição de sentado, mais tarde começaram adormecimentos das pernas, braços, mãos, face, etc.
    O pior veio com uma forte dor de costas que me inibiu de fazer a coisa mais simples que possam imaginar. Fui internado 15 dias, excluiram cancros entre outras doenças. Diagnosticaram-me depressão em fase avançada e medicaram-me para tal. è certo que ao fim desses 15 dias saí do internamento como novo. Penssei que estava curado. Voltei ao trabalho e à minha vida normal, mas a situação começou novamente a complicar-se, aparecendo dores de cabeça, pontadas quer aqui, quer ali sem lugar certo, etc. Foi aí que decidi ir a um médico conceituado que alguns amigos me aconselharam. Nessa consuta, qual foi o meu espanto quando o médico disse que já n precisava de mais exames do que aqueles que leva-va (alguns quilos) e que o meu problema não era depressão nenhuma mas sim fibromialgia, doença esta que eu já desconfiava devido a algumas leituras na net e já tinha comentado à minha familia essa suspeita. Tomei até a data cincofarm, tryptizol e medipax melhorando alguma coisa, no entanto este ultimo mês piorei com sintomas estranhos até a esta doença como o estalar frequente das articulações, nomeadamente ao levantar e quando estou algum tempo na mesma posição. São os joelhos, os pulsos, os cotovelos, os ombros que doem e estalam ao minimo movimento. O médico diz que não tem nada a ver com a doença e que se continuar com esses sintomas que me medica nesse sentido, nesse mesmo dia trocou-me a medicação da fibromialgia para outra compativel(que ainda n decorei nomes mas depois hei-de referir) quanto a ele e que já mostrou bons resultados noutros pacientes.
    Mas a pergunta que eu coloco é se os tais sintomas do estalar constante das articulações e pensso que as vezes também dos ligamentos é normal nesta doença ou será efeitos da medicação, pois eu nunca tive até à data este problema e surgiu de um dia para o outro e é tão incomodativo ou mais que as propriasd dores da doença.
    obrigado...e agradecia resposta se alguem a tiver.
    Cumprimentos e força ao pessoal, temos de ser mais fortes que a doença.

    • 2010-12-12 18:13:3012 Dezembro 2010
    • #6

    Boa tarde a todas fibromialgicas, o meu nome é Daniela Abreu sou aluna do 4 ano de Fisioterapia e encontro-me presentemente a desenvolver um projecto final com o objectivo de analisar o impacto da Fibromialgia na qualidade de vida.
    Pois a minha mãe é fibromialgia alguns anos e a cada dia eu sinto que ela fica mais cansada de viver com tanto cansaço e dor.

    Por isso decidi abordar este tema no fim do curso, mas para isso preciso da vossa ajuda para preencherem um questionário com pacientes com Fibromialgia, agradecia-vos imenso.
    Cumprimentos Vou deixar o meu e-mail caso queiram participar neste estudo, é um questionário simples e rapido.

    Daniela.m.abreu@hotmail.com

  1. Bom dia!!!
    Fiquei compadecido com as pessoas que sofrem de fibromialgia. Sofri por 8 anos com dores sem evidencia radiológicas. Fui convidado para conhecer a empresa BBC Saúde. Que trabalha com vários produtos com energia quantica. Vi fundamentos e adquiri a manta QUÂNTICA. Minha vida mudou, mudaram meus comportamentos, meu sono, minha disposição, estou feliz, sem dor e sinto-me na obrigação de levar esses produtos as pessoas que como eu sofrem de fibromialgia. Meus Endereços: email: marcos-espinosa@live.com Cel.: 55 51 99191110. Marcos Espinosa.