Participar & Escrever

    • 2007-09-25 09:33:4925 Setembro 2007 editado
    • #1

    Vejam este programa, Centro de Saúde que passa na RTP, sobre o Acidente Vascular Cerebral e o que fazer no caso de nos virmos perante uma situação.
    Duração: 28:18

    É a primeira causa de morte em Portugal.
    A equipa de reportagem assistiu a (e gravou) uma morte por AVC. :(

    Eu já perdi duas avós por causa de múltiplos AVC.

    mms://195.245.176.20//rtpfiles/videos/auto/csaude/centrosaud_1_23092007.wmv

    Já vi que os vídeos da RTP saem de antena em pouco tempo, por isso aqui fica um definitivo:

    http://www.brightcove.tv/title.jsp?title=1199227008


  1. Boas

    Entrei nesta área e não consegui deixar de responder, sou Investigador em AVC e mestre em terapias manuais e infelizmente sei que a maioria das clínicas de fisioterapia não presta um bom serviço nesta area.
    Trabalhando o problema com base em compensações.
    Esclareço que a nivel de recuperação se uma pessoa com AVC ( Acidente Vascular Cerebral) possuir limitação so num lado do corpo(hemiplegia) e nesse membro inferior nao executar flexao dorsal e flexao do joelho, estes movimento podem ser ganhos.. Recomendo vivamente que em situações de AVC em que a pessoa que o sofreu esteja consciente,contacte a AVCfisio www.avcfisio.com, que o que parece impossivel vai acontecer e recuperara estes movimentos em poucas sessões e deixara de apresentar uma marcha ceifante e recuperara uma marcha normal. Sei também k a AVCfisio possui garantia de qualidade, ou seja, se uma pessoa k tenha um AVC solicitar uma avaliação e a recuperação não for possivel, esta avaliação nao tem qualquer custo.

    Para mais informações visite: http://www.avcfisio.com/
    Para ver videos interactivos: http://www.avcfisio.com/videos-interactivos.html
    Informações sobre AVC http://www.avcfisio.com/avc.html

    Espero ter ajudado

    • 2009-10-26 00:38:2926 Outubro 2009 editado
    • #3

    Boas

    Desde já, agradeço a sua mensagem até porque já perdi dois familiares vítimas de AVC.
    1º a minha avó materna e passados dois anos o meu avô materno.

    A minha avó viveu alguns anos com recidivas sucessivas ( ataques isquémicos quer-me parecer) até partir de vez.

    O meu avô foi mais rápido. Teve o 1º ataque ficando com o lado esq, ligeiramente paralisado e acabou por ter último do qual resultou a morte.

    Coloco as seguintes questões: e quando a pessoa que sofre um AVC e fica consciente não quer a ajuda de ninguém? Quando desistem de tudo?
    Como os podemos ajudar?
    Como os podemos motivar?

    Tanto a minha a avó como o meu avô desistiram mas estiveram a fazer fisioterapia até que a familia decidiu pela minha avó e o meu avô decidiu por ele o término das sessões.

    Gostava de os ter ajudado de modo diferente mas não sabia como...
    O meu avô além de achar que a fisioterapia em nada o ajudava comentava que o pior era ouvir os outros falarem de doenças o tempo todo.

    Ninguém gosta de ser tratado como um pobre coitado e principalmente idosos que toda a vida trabalharam e que de repente se vêem numa situação de total incapacidade. Sentem-se inúteis e é difícil aceitarem ajuda...
    Seja de quem for!

    • 2009-10-26 01:24:5926 Outubro 2009 editado
    • #4

    Tenho dois avos, pais da minha mae, que dou gracas a deus por eles. Ha algum tempo a minha avo teve uma mini trombose num olho.. equando se enerva nao pode ver por la... tem uma veia esponjosa no coracao e tem reumatica tanto como o meu avo... (o meu avo foi a pouco tempo e toda a gente ficou mt preocupada) Tenho tanto medo que um deles morra... e a minha avo tambem tem muito medo de um AVC... agora que estou a viver com ela, pelo menos sei como detectar um, reparei nos sintomas que se tem uma vez que fui ao medico (estao sempre sinais de aviso nos cartazes)

    • 2012-05-15 15:56:5815 Maio 2012
    • #5

    Boa tarde. O meu marido sofreu um AVC (dizem os médicos) paralisou o lado direito. Ele tem 30 anos e não consome drogas, tem uma alimentação saudável... foram feitos exames que não deram resultado nenhum.. estava tudo normal. Entretanto começou a fazer fisoterapia o que ajudou imenso e voltou para casa. Ainda estava em fase de recuperação ( as já fazia tudo com os membros) quando de noite volta a ter os mesmos sintomas. Já lá vão 3 semanas e continua internado. Todos os exames que faz dão negativo e aparentement está tudo bem. Já fez tacs, 3 punções lombares no espaço de 2 semanas, angiotac, cataterismo, endoscopia, electrocardiogramas, encefalocardiogramas, 2 ressonancias magneticas.... e mais uns quantos que não me lembro o nome... Fisioterapia quase nula pois os exames deixam-no debilitado e não consgue. Foi agora informado que vai ter de repetir todos os exames novamente... Estou completamente chocada, será isto normal???? e a fisioterapia ? não é importante nos primeiros tempos? Ele é um jovem de 30 anos.. Por favor aconselhem-me se devo deixar que lhe façam tudo de novo. Ele não aguenta mais.... Só quer recuperar...

    Obrigada :bored:

    • 2012-05-15 23:46:3915 Maio 2012
    • #6

    A verdade é que, por vezes, no imediato após o AVC, este pode não ser visível em alguns exames de imagem. Podem ainda ser múltiplos pequeníssimos enfartes. Enfim, se muitas vezes os exames de imagem revelam claramente o AVC, há outras em que o diagnóstico não é assim tão fácil, sobretudo se a clínica e as imagens são aparentemente discordantes.

    São sempre casos complicados, julgo que o melhor mesmo será tentar falar com os médicos dele com calma, expor todas as suas dúvidas. Se ainda assim houver alguma, pode sempre pedir uma segunda opinião a outro médico, mas terá de se fazer acompanhar dos exames realizados, senão será difícil concluir algo.