1. Não tenho amigos(apenas contatos e familiares no facebook e skype),não tenho vida social e nem quero ter com qualquer um,tenho 27 anos(mas fisicamente parece ter 15 e mentalmente e psicologicamente parece ter o mesmo,as vezes 10,e as vezes quase o mesmo tempo de vida de um recém nascido), sou formado em Design de Produto,moro em Vitória,no estado do Espírito Santo(poucos aqui devem conhecer mas é no litoral brasileiro acima do Rio de Janeiro e se encontra na região Sudeste) e eu sempre quis ser criança por toda a eternidade,sempre poder ter brinquedos e que certos pensamentos e atitudes de alguns adolescentes e adultos nunca tivessem afetado minha vida.Nunca fumei,só bebi vinho umas 3 vezes em um só ano aos 17 anos e depois nunca mais,nunca usei drogas.
    Moro com meus pais e minha irmã até hoje desde que nasci.

    Desde criança,sempre gostei e joguei jogos eletrônicos em vídeo games e computador.Mas nunca encontrei amigos,nunca teve vida social e nem namorada pois sempre teve receio e nunca encontrou alguém que gostasse das mesmas coisas que ele gosta,incluindo jogos,da mesma intensidade que ele.

    Falando em namoradas,até a adolescência,nunca namorei porque quando criança tinha aquela tipica gozação dos meninos que só de ficar perto de uma menina nem que seja pra dizer um simples oi já achavam que eu queria namorar e eu encarava isso como ofensa e achava que beijar na boca era nojento(e pensava q eu iria quase vomitar se fosse de língua).

    Mas tempos depois,eu mudei esses pensamentos(exceto o fato de q continuo não aceitando a ideia de beijar em língua,eca).Mas não me sentia seguro de ter que conviver com garotas,da mesma forma que outros poderiam estar na minha opinião tirando sarro da minha cara ao mesmo tempo eu ficava nervoso e angustiado.Isso diminuiu com tempo,mas admitir para uma garota que gosto dela me deixa tenso,nervoso,frio na barriga.E não gostava de ver imagens de mulheres quase nuas ou totalmente,o q me fazia ser motivo de piada na adolescência pelos colegas.Me chamavam de gay,frutinha ou coisa do tipo.E eu nunca tive senso de humor nessa fase.

    Sempre me decepcionei quando gostava de uma certa garota(muitas quando eu era do ensino médio e fundamental) por várias razões:ou qdo me diziam que não gostavam de mim a não ser por amizade(foi a única vez que eu realmente tentei dizer o que sinto e a garota soube porque um colega me pediu para escrever em um papel um bilhete o que ele dizia e depois mandou para ela dizendo que fui eu.Fora esse caso eu nunca soube como demonstrar ou nunca tive coragem de dizer o que sentia para quem eu gostava o que eu sentia),ou tinham um perfil ou personalidade ou comportamentos que não tinham nada a ver comigo e gostos diferentes(esta foi a mais "recente" decepção).Eu disse recente com aspas pq tem uns 3 anos que isso aconteceu.
    Era o dia da festa de formatura dela e por coincidência era o dia do aniversário dela.Então como todos os formandos tem os 3 dias de entrega de diplomas(eu vi o dela),culto que não cheguei a tempo mas depois eu fui para um bar com ela os irmãos e amigos dela,e bem eu descobri q ela é do tipo que bebe "socialmente" e como sempre,em lugares e situações assim,sem familiares por perto,não tive praticamente nenhuma conversa,não me sentia a vontade para falar sobre mim,além de demonstrar meu típico silêncio de alguém incapaz de ser social.Detesto bares,mas eu sentia que era necessário esse sacrifício,pois era a garota de quem eu gostava e eu não queria ser desagradável com ela.E no dia da festa em que ocorreu em um local que é conhecido por muitos eventos(incluindo festas de formaturas de formandos),eu dei um presente para ela.Na minha mente achei q se fazendo isso e eu dissesse o que eu sentia por ela teria grandes chances de finalmente ter minha primeira experiência de namoro na vida.Mas também eu sabia do risco de nada disso acontecer e quando acabasse a festa ficaria tudo como sempre foi(e foi exatamente o que aconteceu e da pior maneira que eu poderia esperar).As músicas da festa estavam toleráveis,até que depois de um certo tempo começaram tudo que detesto:axé,pagode e funk.Mesmo assim continuei ali no local.O problema é que eu nunca conseguia uma oportunidade de falar com ela pessoalmente pq dificilmente achava ela e quando achava tinha os conhecidos da igreja que eu frequentava(sim,eu frequentava uma igreja aqui perto de onde moro desde criança e me tornei membro dela um ano antes dessa festa e ela batizou um pouco antes desses dias de festas,e eu achava que existia uma conexão entre a gente e prova disso é que fui um dos únicos da igreja que ela convidou para todas esses eventos de festa de formatura)ou algum familiar ou conhecido dela ou qualquer outro formando(a) ou convidado(a).E o que eu queria dizer para ela tinha que ser fora do lugar de onde eu tava pois era muito fechado e tinha muita gente dentro e me sentia inseguro em dizer o que sinto no meio de uma multidão.Mas nunca tive essa oportunidade e acabei desistindo quando vi algo que me chocou:ela ficou trocando carícias(nada de beijo na boca ou coisa do tipo) com um cara que eu nem sabia quem era.E eu achando que alguém que vai a igreja jamais faria coisa do tipo.Pode não parecer grande coisa para muita gente mas para mim foi a gota d´água,e simplesmente eu quis sair de lá e voltar para casa mas eu não queria deixar ela ou os conhecidos da igreja preocupados comigo.E pelo que vi,parecia até uma típica "pegação".
    Fiquei no lugar até a festa acabar e pensei que seria melhor voltar a pé mas fui de táxi junto com a irmã e a mãe dela.

    Depois disso,fiquei um dias sem ir a igreja,e quando fui,já não me sentia tão bem quanto antes.E para variar,em um domingo,antes do culto,eu encontrei novamente quem eu já nem queria mais ver e me senti traído:ela,a mais recente formanda em direito.Eu ainda participei do retiro de jovens dessa igreja que eu sou membro mas meu entusiasmo simplesmente se foi.

    E nunca mais fui a essa e nem a nenhuma outra igreja.Sim,superei essa decepção descobrindo que mais uma vez me sacrifiquei para agradar alguém o melhor que eu pudesse mas não recebi nada em troca,tive que aturar e sobreviver a situações que detesto,músicas que detesto,volume no máximo que chegou a fazer meus ouvidos doerem,e ainda ver com meus próprios olhos algo que me traumatizou por um bom tempo.Eu sabia que eu errei desde o início porque eu não tinha vida social com essa pessoa e nem com qualquer outra garota que já gostei mas não me agradou por algumas atitudes,ou por personalidades,gostos e até mesmo por não ter tanto contato.

    Outra coisa sobre a minha "proeza" de nunca namorar com nenhuma garota,é que simplesmente nunca me considerei atraente o suficiente(tanto no aspecto físico quanto na personalidade e o fato de que eu não sabia qual era minha real especialidade e como isso iria atrair uma garota ou fazer amizades),não sabia e ainda não sei como identificar se uma garota tem realmente intenção de namoro ou algo mais que uma simples amizade,e ainda porque eu tinha medo de essa garota conhecer a minha vida privada e/ou intima que tenho em casa e fora da realidade em que eu tivesse em comum com essa garota(faculdade,escola,igreja,etc),pois mais cedo ou mais tarde descobriria quem eu sou e como me comporto e lido com as coisas de forma menos encolhida como sempre fui.

    Eu sempre quis fazer proezas superiores,ser superior a algum grupo(especialmente quando brigava na escola) e muitas vezes maior que o planeta e o universo inteirinho.Eu já quis ser como Deus ou até superior a ele.mas tudo não passou de sonhos,fantasias e ambições de infância.Muitos desses ainda vivo até hoje.

    A razão por eu não querer que as garotas soubessem da minha vida privada e pessoal fora da escola ou qualquer outra instituição ou situação em que as conheci foi porque eu tinha medo de rejeição e de espalharem isso para todos ridicularizando tudo aquilo que gosto e eu virar o motivo de piada por onde eu fosse e ainda de ser taxado de alguma coisa que eu não sou.E um dos meus comportamentos,que até hoje faço,e acredito que o fato de não ter namorada e por um trauma que iniciou quando eu era adolescente é que tanto na televisão quanto na internet eu assisto e/ou leio conteúdo pornográfico,erótico e coisas do tipo e de me masturbar todos os dias(ou pelo menos quando não me sinto fisicamente ou mentalmente cansado ou sonolento ou com algum problema de saúde).Mas não por qualquer coisa.Sou muito seletivo.

    E entre meus 15 e 18 anos(ainda tive isso um pouco mais a frente mas depois parei) eu tinha fantasias eróticas com algumas garotas(colegas de escola,pessoas que moravam na mesma rua e prédio que o meu e algumas colegas da minha irmã).Me masturbei pela primeira vez aos 17 anos.E eu tive sempre esse medo de dizer ou de alguma delas descobrir sobre essas coisas que eu tinha(a maioria ainda tenho) e ser taxado de tarado,pedófilo,pervertido ou de qualquer coisa do tipo e ainda de avisar a qualquer uma do mundo inteiro sobre isso tudo e eu acabasse tendo rejeição eterna.Fora que eu sempre fantasiava em transar no mesmo dia que aceitasse a garota que eu namorasse.E esse apetite por transa foi o que ficou marcado(para mim virou uma maldição que me manchou e me fez sentir em um abismo profundo) desde que vi coisas assim na televisão pela primeira vez até hoje.Só não penso mais nas ex-colegas ou em alguém que conheço.Fora isso tudo,eu achava que nenhuma garota iria querer algo com alguém como eu que só curtia jogos,animação em 3D ou japonesa,quadrinhos,músicas e atividades que fossem diferentes de que qualquer um fizesse.

    Achei que encontraria amizade e até mesmo namoro frequentando com mais frequência a igreja q sempre admirei desde criança!No entanto,depois da decepção que tive com a formanda, o pensamento que tive foi esse:Se deu mal otário.Mais uma q não quer nada com você por mais corajoso e dedicado e esforçado q você seja.Foi isso q me derrubou.E me afastei uns tempos do grupo de jovens dessa igreja,e voltei uns tempos depois para um retiro,justo após meu avô falecer e superei esse episódio(e muitos outros q me deixaram triste).

    No entanto,eu já não me sentia tocado pelos louvores ou mensagens musicais e nem vontade de cantar os hinos!E mesmo diante de tantas pessoas que antes desse episódio,me davam
    sensação que nunca tive em boa parte da minha adolescência:de ter ao menos amigos e alguns deles ex-colegas de escola que realmente se importavam comigo,eu já não me sentia em estar tão animado quanto estava antes.Até as aulas de violão que eu tinha eu quis parar(foi uma decisão minha).
    Já tentei me suicidar ainda adolescente mas nunca tive coragem de prosseguir.
    Não sou sociável e só saio de casa quando envolve minha família,quando vou comprar algo ou quando vou fazer alguma atividade física(hoje em dia ando de skate).

    Frequentava academia,mas como passei a não suportar a idéia de ter alguém de fora da minha realidade ou que eu não demonstre interesse me diga o que fazer independente da intenção.E não suporto ouvir conversa paralela ao que me agrade ou possa aturar.
    Não gosto de interfones,telefones e nem celulares.O barulho de cada uma dessas coisas me incomoda.Não sou bom em contar piadas.Minha mãe não gosta da minha atitude de não dar bom dia boa noite ou boa tarde se eu por exemplo tiver que ir ao psiquiatra ou ao dentista.Simplesmente,não suporto a idéia de ter q falar com alguém q nem é parente nem amigo meu ou eu não conheça ou eu conheça mas eu não goste de conversar ou falar da minha vida.Pra mim todos esses merecem meu silêncio e prefiro ignorá-los pois sigo a linha de não falar com estranhos ou com quem eu não queira conversa.

    Ultimamente,minhas únicas metas são realizar meu sonho q é criar eu mesmo sozinho um jogo q venho imaginando em criar desde os 11 anos e continuar postando no youtube filmes animados feitos no microsoft Paint e windows movie maker.

    Porém,não sei se poderei realizar outras coisas que pretendo:Viajar para o Japão,ter minha casa própria(não quero morar em apartamento,embora eu more em um atualmente com meus pais),poder me exercitar sem sair de casa ou não muito longe desse lugar q eu pretendo e q eu não precise ir a academia(odeio a idéia de ter gente que eu não conheça e eu nem tenha interesse de conversar por perto).E encontrar um amigo ou amiga que goste das mesmas coisas que eu e da mesma intensidade que eu e q possa estar sempre disponível pra mim e q haja uma conexão(coisas que nunca encontrei).E isso também valeria para namorada.

    Ela não precisa ser fechada ou anti-social,mas seria bom se ela não gostasse do q eu tb não gosto(funk,pagode,axé,samba,carnaval,trio elétrico,ou lugares com milhares ou milhões de pessoas),não seja do tipo que bebe nem fuma nem use drogas.Que possa ser ao menos simpática carinhosa gentil meiga e q goste das mesmas coisas que eu incluindo quadrinhos e animes.

    Fisicamente eu não seria tão exigente,mas o meu tipo preferido seria uma com cabelos não tão curtos até os mais longos,cor de pele pode ser qualquer uma,idade pode variar de 18 até uns 2 ou 3 anos acima da minha idade,mas acima de tudo rosto de uma menina e corpo de mulher e sem querer ser pervertido(não pretendo e nem quero agir desse jeito),mas curto a combinação que considero fatal e de grudar os olhos:seios médios a grandes(mas sem exageros é claro) e bumbum(idem)

    E mesmo assim mais razões além dessas de eu nunca ter namorado foi o fato de sempre ter medo de como as garotas reagiriam se soubessem como sou na privacidade.Eu já disse sobre isso,mas o meu frequente hábito de masturbação(oficialmente desde os 17) vendo imagens ou vídeos ou quadrinhos eróticos,que justifico pelo fato de nunca ter namorado e ter de aliviar o fato de eu não ter uma companheira,e também por um trauma que antigos colegas de escola me fizeram passar e acabou tendo influência,o fato de eu ser bem agressivo e gritar bem alto com raiva ou bater em alguma coisa se eu faço algo idiota em situações óbvias ou se estou em uma situação difícil ou quase impossível em jogos eletrônicos e de não ser muito bom em comunicar ou expressar o q sinto de maneira errada,o q muitas vezes ao mesmo tempo me faz sentir vergonha e também hábitos impossíveis de se largar.

    Por favor alguém que tenha paciência para ler poderia me responder por favor.Não,não quero aparecer.

    Minha família é cristã e aprendi muito sobre cristianismo tanto na escola quanto nos templos batistas.

    Porém não concordo com coisas como o fato de q o homem não deva viver só por exemplo pois se existir a possibilidade de eu jamais encontrar alguém semelhante a mim,então prefiro passar a eternidade sozinho!Mas por causa do meu apetite do transa,eu tenho vontade de viver junto com apenas uma garota que goste tanto disso quanto eu além das outras coisas que gosto e aprecio que mencionei acima e embora não seja correto para um cristão,gostaria que isso acontecesse a qualquer momento que eu e essa pessoa sentissem vontade mesmo antes do casamento.E isso me faz sentir como se fosse contra Deus e que por causa de meus pensamentos e opiniões e comportamentos que não sei se quero largar jamais terei a chance de ter vida eterna ou paz ou felicidade.

    Já tentei chat,bate-papo e coisas do tipo mas nada foi iniciado.Só uma imensa bola de contatos no skype e facebook com gente que praticamente nem
    tenho contato.

    Não quero ser nem rico nem milionário nem famoso e nem quero aparecer.
    E não queria ser dependente de mais nada e mais ninguém por toda a eternidade!

    Odeio terapias(desde criança fui a vários psicológos e recentemente um psiquiatra mas nada funcionou),e eu queria nunca mais ter q ir ao psiquiatra(vou uma vez por mês e nunca e jamais confiarei nele).O mesmo vale pra médicos dentistas e toda a corja q forma a medicina,a política e a economia,porque eu não ligo para essas coisas!Também não ligo para leis idiotas,nem para bares,nem boates ou casas noturnas,nem multidões nem shows nem nada disso!

    Dizem que devemos aceitar o que a gente é?Mas o q fazer quando não se sentimos bem com q existe ao nosso redor?
    Digo isso porque detesto morar e viver em lugar onde faz calor a maior parte do ano,detesto ficar debaixo de calor,e eu queria morar sozinho em um lugar que só tivesse clima moderado no ano todo e em um lugar fechado(dentro de casa),a prova de som,onde eu pudesse ter a liberdade de fazer o q eu bem entender,sem telefone,interfone ou campainhas pois detesto essas coisas.Só o barulho já me incomoda.E odeio quando param pedindo informação q não sei e nem tenho vontade de dizer e pior quando falam assim:ei,amigo!.A vontade q eu tenho é de gritar para quem disse isso o seguinte:Eu não te pedi nada.Cala essa boca e não sou seu amigo!Você não me conhece,seu idiota!E nunca mais fale comigo.Eu odeio conversar,sociedade,e aturar pessoas q eu não quero aturar e nem conheço.

    Falam q tenho q aceitar a vida como ela é mas o q fazer se você não se sente satisfeito com o q é,o lugar onde mora e não consegue aceitar a realidade q é morar com os pais,não ter o próprio dinheiro,não ter nada no lugar onde moro q eu goste.

    Ou seja estou insatisfeito com minha realidade e não tenho condições pra mudar isso.

    Não quero trabalhar ou conseguir dinheiro de um jeito q eu deteste e ainda aturar outras pessoas do meu lado,pois não quero ter colega nenhum nem chefe nenhum.E não quero ter que sair de casa para trabalhar debaixo de calor ou de chuva.

    Espero que alguém seja paciente para ler esse monte de coisas pois é o que penso,sinto e vivo praticamente todo o dia.

  2. OCamaruBres, mas tu queres mudar? Se queres sim podes, deixando de odiar assim as pessoas, consegues mudar o teu pensamento.
    Mas se desejas uma vida isolada , nao vais encontrar outro caminho.

    • 2013-01-28 22:32:2428 Janeiro 2013
    • #3

    Amen.

  3. Se não queres trabalhar como queres mudar?
    Existem tantas pessoas a querer trabalhar para sobreviver e tu estás preocupado em mudar e nem queres fazer nada?
    Sinceramente..

    • 2013-01-29 14:07:5029 Janeiro 2013
    • #5

    Vens para Portugal e pedes o Rendimento social de inserção.

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: stupidlife

    • 2013-01-29 14:15:4729 Janeiro 2013 editado
    • #6

    E dizes que as leis são idiotas? Se não fossem as leis idiotas se calhar nem tinhas casa.

    • 2013-01-30 04:22:0730 Janeiro 2013
    • #7

    JoãoSilva, não parta para a ofensa pessoal, ou terei de editar as suas mensagens. Obrigado. :wink:

  4. Pronto vou mudar.

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: CSJ

  5. Eu não disse que não quero trabalhar!Eu disse que não trabalharei para qualquer coisa ou alguém sendo colega ou chefe.Prefiro apenas com o que gosto e sozinho e dentro de casa ou sozinho em um lugar onde só tenha eu trabalhando.
    E sim existem leis idiotas como a obrigação do voto e não gostaria de nunca mais votar na vida pois não quero influência dos outros que não tenho interesse.Outra lei que existe que eu acho idiota é pagar para ter casa própria e tudo próprio sendo que não gosto de porcaria mas também não sou tão exigente com imóveis interiores e coisas do tipo,e quero viver longe da civilização como sonho,pretendo,imagino e desejo.
    E sim,ao mesmo tempo quero viver sozinho,mas aceitaria no máximo visitas nada barulhentas de quem eu goste, e por que não uma garota
    que eu goste e que seja exatamente tudo aquilo mencionado acima e que goste das mesmas coisas que eu pois por experiência própria sei o que é fazer de tudo pelo outros agindo com uma falsa e moralista educação me obrigando a fingir que tenho que aturar e gostar do que possa ser desagradável e insuportável para mim.A minha decepção com uma ou mais garotas que gostei está relacionada a isso:tive que fingir e agir como se gostasse de determinadas situações que não me agradam só para agradar quem eu goste e admire.Por isso,que iria querer uma garota que goste das mesmas coisas que eu mas que fisicamente e psicologicamente e o comportamento seja algo que seja equilibrado o suficiente para tolerar quem sabe por uma vida inteira.E nem fechada e/ou recatada,mas também não iria tolerar uma tagarela,fofoqueira ou alguém que fale pelos cotovelos ou mesmo que queira agir como manipuladora.
    E não essas coisas passageiras como pegações,casamentos e relacionamentos mal resolvidos,e sim,jamais trairia ou "pularia a cerca" pois não sou galinha como mencionei.
    Eu não odeio todas as pessoas para ser sincero,mas a maioria que não conheço e alguns que só conheço de vista mas não tem nada a ver na minha vida ou se eu não quiser que interfiram nela não gosto.
    E só pra avisar a todos os bandidos,bebuns,assassinos,serial killer,grupos terroristas,pit boys,drogados,spammers,trolls ou qualquer lixo humano que se assemelhe a esse tipo merece meu repúdio total.
    Também detesto ficar no meio de lugares com gente que fala demais,principalmente se forem maioria.tenho pavor de multidões e lugares cheios.
    Não quero que ninguém me vigie,dê uma de vigia,detetive,juiz,policial,chefe,terapeuta,nada disso.
    O único que pode ser isso tudo que detesto(vigia,detetive,juiz,policial,chefe,terapeuta) sou eu mesmo.
    E não é que eu não queira mudar,eu não POSSO por que tá tudo fora da minha realidade tanto no financeiro quanto no profissional pois nunca trabalhei na vida e o que quero não encontro nada no jornal que eu possa fazer tudo o que quero nesse estado onde moro e não tenho condições para sair de onde moro.Fora que não sei cozinhar e não tenho dinheiro suficiente.E principalmente porque não gosto de depender dos outros para viver.E infelizmente há muita coisa que ainda dependo de pais ou dos outros.E não consigo aceitar essa realidade minha.E o que eu mais queria era poder ter uma casa só pra mim que eu não dependa de pagamento ou nada disso.E de nenhuma pessoa para sobreviver.
    E não aceito a minha realidade porque praticamente na minha vida sempre me senti dependente de pais,familiares,e de qualquer um que saiba fazer o que não sei e nunca fiz na vida eu mesmo.

    • 2013-02-27 21:30:1127 Fevereiro 2013
    • #10

    OcamaruBRES,
    Compreendo como se sente.
    Sei que é dificil viver em sociedade, ou numa sociedade que quase obriga as pessoas a ser algo que não são, e ainda por cima ter que aguentar pessoas de quem não gostamos.
    A meu ver (e não sou da área clinica nem nada disso), pode conseguir uma vivencia como deseja, mas tem que levar as coisas um passo de cada vez.
    Faça uma lista do que deseja na vida, fazer ou ter ou viver, escreva tudo o que vier a cabeça, e depois escolha objetivos alcansáveis,ou seja, veja uma primeira coisa que consiga mudar/fazer equando concluida, passe para outra.
    Seja em termos de emprego(quem sabe trabalhar a partir de casa, na net), seja arranjar amigos(não pense logo em arranjar namorada, comece por arranjar amigos/as e depois as coisas seguirão), seja conviver em ambientes que goste(não precisa de ir abares ou buates, escolha sitios que goste).... Nao disse que gosta de andar de skate? Pode encontrar alguem que tb goste e fiquem amigos.
    Ninguem quer estar dependente dos outros para viver,mas a vida nao corre como normalmente se quero ou nos dizem que deve correr.
    Ninguem lhe pode dizer o que fazer nem como o fazer, só podem sugerir ideias e voce aceitar ou não.
    Algo que ajudaria seria um psicologo ou psiquiatra MAS um em que se sentisse bem, tivesse confiança. Eu propria já tive que passar por vários até conseguir um que realmente me ajudou.
    Mas força, já o desabafar aqui é um passo.E todos começamos a andar com apenas um passo, o resto vem depois.

  6. Obrigado pela força e pelos conselhos,Nepy.

    Eu também acho que se ganha muito fazendo uma coisa de cada vez,embora muitas das minhas pretensões,ambições e sonhos eu deseje de uma maneira acelerada.Eu não tenho o hábito de escrever uma lista(exceto no computador ou quando tenho que tomar uma decisão imediata).
    Sobre emprego,eu disse que de uma certa maneira eu "trabalho" mas não ganho dinheiro por isso porque são projetos que levaram muito tempo para serem concluídas(longos meses e até anos) e isso só dificultaria as minhas chances de ter independência financeira.Criar animações me parece uma maneira mais rápida,só que ultimamente estou muito mais empolgado em criar jogos,porém gosto de ambas as coisas.

    Os ambientes que me interessam infelizmente estão bem distantes do lugar de onde moro(no bairro para ser mais preciso) e dependem de dinheiro(algo que não tenho muito) e podem existir outros que eu possa gostar mas eu nem conheço,e tirando o calçadão perto da praia em que ando de skate,eu só costumo sair para compras ou para alguma atividade em família e não para fazer amizade.Tem praticamente nenhum lugar que atenda as minhas expectativas.E geralmente eu não saio e nem tenho intenção em conhecer pessoas novas a não ser que combinem antecipadamente ou eu chame a atenção de alguém que possa ter atitudes em comum comigo tanto fisicamente quanto nas personalidades,comportamentos e atitudes,o que quase nunca acontece(chances de menos 1 em um bilhão ou pior).E o tempo todo não sou eu que chamo as pessoas para uma conversa(exceto se for para pedir informação,mas isso raramente acontece e só faço quando sinto que não há alternativa) porque não tenho e não gosto e tenho certo receio de tomar iniciativa,o que faz de mim alguém extremamente passivo.E não encontro ninguém que me motive a tomar iniciativa e começar um diálogo ou amizade.Geralmente eu sou o alvo quando isso acontece.

    E isso é a mesma coisa com garotas.Dizem que o homem deve ter iniciativa para namorar,mas sempre me lembro de quem eu sou e me sinto amaldiçoado pela minha personalidade fechada e por ter essa colossal dificuldade que tenho de me abrir para alguém que eu goste e o ambiente,se não tiver apenas eu e a garota que eu goste ,eu fico sem iniciativa,sem confiança ou segurança de dizer o que sinto para alguém e ainda tenho medo que por melhor que seja a minha intenção a garota interprete mal e se sinta ofendida,ou pior,responda grosseiramente e ainda me ridicularizaria e me ofenderia e faria de tudo para me rejeitar e que avise a todas as outras garotas que existem para fazer o mesmo.

    Eu não me sinto bem com nenhum psiquiatra ou qualquer tipo de profissional desse tipo pois não sinto confiança em nenhum profissional assim da mesma forma que com políticos juízes policiais e qualquer autoridade.E também faço o que for preciso para evitar cruzar caminho com seres vivos que considero um lixo(bandidos,bebuns,assassinos de todo tipo,,grupos terroristas,pit boys,drogados,spammers,trolls,psicopatas,sociopatas,arruaceiros e etc).

    O que me interessaria seria um lugar público tipo um parque(praia nem pensar) que eu possa facilmente identificar quem tem os mesmos interesses que os meus(jogos,animes e quadrinhos).E melhor ainda se tiverem garotas que sejam bem parecidas comigo ou que gostem do que eu gosto.

    Infelizmente quando tenho essa rara oportunidade é em eventos de anime que aqui no estado e na cidade de onde moro acontecem uma ou duas vezes ao ano e sempre em localidades que não conheço e sempre eu só vou se tiver um algo mais e nunca é para conhecer pessoas novas e nem tenho intenção para isso pois não me sinto a vontade para começar conversa ou amizade com ninguém.E raramente vou mesmo sabendo que tem coisas interessantes para fazer e observar mas eu não sei e nem me sinto encorajado a interagir com as coisas ou alguém.

    A internet é meu último recurso já que boa parte do dia eu fico em casa e não sou muito de sair entendem?Mas tipo foi bom encontrar esse site para desabafar o máximo que eu puder sem desrespeito ou ofensas,e foi muito difícil.Mas acredito que aqui eu não sei se seria um bom lugar para iniciar uma com alguém da mesma localidade que eu.Não quero desmerecer aqueles que são de outras cidades ou estados,mas esses estão de uma certa forma fora do meu alcance por mais idênticos(as) que possam ser,mas não é a mesma coisa com alguém do meu estado ou próximo da cidade onde vivo entendem?
    É porque como muitos provavelmente diriam,o virtual(no caso a internet) não seria o suficiente ou a mesma coisa se também não houver convivência ao vivo e a cores.

    E aqui onde moro não encontro ninguém que combine com meu jeito de ser pensar agir e viver e que tenha disponibilidade para mim.
    Já pensei diversas vezes em deixar a cidade e o bairro onde moro e arrumar outro lugar para morar,viver e aumentar as chances de minhas expectativas serem atendidas e até mesmo em deixar o país.

    Infelizmente eu já mencionei:EU NÃO POSSO!As razões são porque muita coisa eu ainda dependo dos meus pais para conseguir(dinheiro,lavar e passar roupas,cozinhar).E nem emprego me parece possível pois sou muito imprevisível em relação aos horários que durmo e acordo(não sigo e nem quero seguir padrão nenhum desde que eu durma o bastante para me sentir menos cansado e satisfeito).Por isso,penso em conseguir dinheiro de maneira honesta e legal mesmo que pela internet,porém não sei e nem conheço como mas gostaria de saber e que fosse algo que pudesse me agradar.

    Voltando a falar sobre namoradas,eu cheguei a me cadastrar no site ParPerfeito,mas tive problemas para logar no site e depois que finalmente consegui eu tentei ler a mensagem que tinha,mas não permitiram e ainda queriam me oferecer ofertas de pagamento,mas não quero ter que pagar para conhecer,gostar iniciar amizade ou mesmo namorar uma garota.

    Algumas coisas que mencionei inicialmente vou continuar fazendo como sempre faço(andar de skate,comprar quando necessário,participar das atividades de família que me interessam,e continuar criando jogos no meu computador),mas infelizmente não sei qual a maneira mais agradável para o meu caso de iniciar uma amizade ou mesmo um namoro com alguém que me interesse,que eu goste e me identifique.

    Ou seja,vou continuar incerto com o que pode acontecer comigo hoje e nos dias que virão.

  7. Já passou bastante tempo desde o último comentário, mas já que li esses "testamentos" todos, cá vai.
    Se não tem condições financeiras para fazer o que quer, tem que se adaptar e encontrar um trabalho remunerado. Ninguém gosta de cumprir horários mas a vida é feita de contrariedades e ninguém tem tudo o que quer. E, para o seu bem, parece-me boa ideia que aprenda a cozinhar, passar roupa, etc. A sua busca por uma companheira torna-se ainda mais difícil se quer uma que faça todas as tarefas domésticas.
    Se responder, por favor seja mais resumido. :tongue: Só alguém com muito tempo livre como eu tem paciência para ler até ao fim. :smile:

  8. Isso de só querer trabalhar em casa? isso chama-se a demasiada solidão, onde habituaste-te a viver tanto tempo em casa que só te sentes bem em casa e não noutro lugar... Pois eu sei o que é!

  9. Escutem aqui malditos suicidio24 e stupidlife não me adapto a nada contrário a mim e não vou agir de acordo com uma vida cheia de contrariedades pq se me contrariar é o inferno q terão pois não existe no meu vocabulário pessoal a palavra tristeza ou fraqueza ou amor ou equipe ou amizade,sou sozinho e agora sei q é inútil buscar parceria amorosa ou qualquer outra!
    Vou fazer tudo sozinho sem empresa ou grupo nenhum a sociedade q se dane e eu vou viver o resto da vida com ódio revolta e me vingar por todos que me traumatizaram e me fizeram sofrer e vou cuspir na kra de gente como vc q acha q eu não posso ficar livre das mesmas besteiras como trabalhar em algo q não gosta e com qm não gosta ou sofrer na marra sem direito de reclamar pois isso foi minha infância e adoslêncencia onde até protestar eu tive q evitar e tudo q eu penso e digo era motivo de piada.
    E nunca q vou resumir com essas poucas linhas se não quiser me ajudar só pq não tem paciencia pra ler o q coloco então nem leia.
    Só aceito resposta de qm tem paciencia pra mim!
    Pq odeio esperar e quero poder realizar tudo o q tive q me privar por mais de 20 anos ou se deixar pela minha vida inteirinha!
    E suicidio24 vc não sabe o q se passa comigo!
    Se eu fico demais em ksa é pq tudo aqui onde moro eu odeio e não tenho habilidade nem pra dizer um oi e evito olhar na kra das pessoas pq sou tipo como chimpanzés q se olham pra vc é pq querem te intimidar ou comprar brigas.E se eu olhar pra alg é pra intimidar e sair destruindo o primeiro q tiver.
    E sim vou encontrar um jeito de ter tudo o q eu quiser sozinho honestamente sem ajuda de ning nem de familiar algum.
    E ai vou acabar com a raça de todos q acham q o q quero é impossível e esfregar a kra de qm é anti-eu e zomba de mim!
    E eu serei forte e supremo pq não choro e nem me emociono vendo gente morrendo passando fome ou com deficiencia!
    Prefiro ignorar todo tipo de ser vivo e viver para mim mesmo apenas e servir apenas a mim e meus objetivos!