Participar & Escrever

    • 2013-12-12 14:22:3112 Dezembro 2013
    • #51

    Boa tarde.

    Há 4 anos que sofro de tonturas e um zumbido no ouvido esquerdo. Há 4 anos que não sei o que é o silêncio e, por consequência, não consigo relaxar e encontrar o equilíbrio e alguma paz.
    Já procurei imensos médicos desde clínica geral, otorrinolaringologia e neurologia. Fiz todo o tipo de exames (alguns dos quais desconhecia completamente) sem qualquer resultado que consiga explicar aquilo que sinto. Todos dão resultados normais ou, pelo menos, nada declaram de anormal.

    Recentemente fiz uma RM craneoencefálica porque suspeitavam que pudesse ter Esclerose múltipla. Felizmente, pelo menos através na RM não foi visível. No final da RM senti-me muito tonta (acontece especialmente depois de estar num ambiente com muito barulho, que é o caso da RM) e a assistente ficou ali comigo e perguntou me porque estava a fazer a RM, expliquei lhe os motivos e ela respondeu-me: "Eu também tenho isso. Tem que aprender a viver assim." Nem queria acreditar no que ouvia! Seria muita coincidência e ela não me diria aquilo de ânimo leve! ... :(

    Bom, tentei esquecer e prosseguir na luta de exames e médicos.

    Fiz também uma TAC à cervical onde me foram detectadas duas hérnias discais entre a C3 e C4 e C5 e C6. Perante isto, a neurologista, não soube dizer-me o que fazer. Será que isto pode estar relacionado com a cervical? Sinto um tensão tão grande no pescoço e nos ombros. Parece que já acordo cansada! :(

    A única medicação que me foi receitada até hoje foi Betaserc (para as tonturas) e calmantes.
    Houve um tempo em que usei um colar cervical aconselhada por um otorrinolaringologista, que, até funcionava. Sentia-me mais equilibrada! Como não fazia movimentos tão bruscos com a cabeça não senti tantas tonturas, no entanto não posso estar sempre com o colar cervical. :sour:

    Esta situação está a revelar-se cada vez mais desgastante para mim. Enerva-me profundamente! Ando ansiosa e não posso fazer nada que a minimize. Andar em ruas com buracos no carro é impensável! Subir escadas rolantes muito altas é horrível!
    As tonturas são imensas! Já caí duas vezes por causa das tonturas. Uma vez na rua e outra numas escadas. Costumo dizer que parece que ando nas nuvens, mas neste caso, nada tem de agradável... :(

    Há anos perdi o olfacto e com o passar do tempo o paladar foi sendo afectado.

    Gostaria de pedir a vossa ajuda no sentido de me recomendarem um Osteopata, um neurologista, um otorrino... alguém que conheçam e reconheçam competente na zona de Lisboa, Margem Sul, onde for!

    Todos os que já consultei não deram grande atenção ao caso ou talvez o caso não tenha resolução... :not_even:

    Se alguém me puder ajudar, agradeço.

    As melhoras para todos,

    VA.


    • 2013-12-13 15:17:3913 Dezembro 2013
    • #52

    Olá VA!

    Impressionante o seu relato.
    Tenho esses sintomas todos, embora sejam mais leves. Ou seja, nunca caí por causa das tonturas (são muito ligeiras).
    Confesso que já ponderei a Esclerose múltipla, e fico assustado...
    Fiz uma RM craneoencefálica, mas deu tudo normal. Mas não sei se para a detecção da Esclerose múltipla é alguma RM especifica para a detectar, ou se uma "normal" pode servir como diagnóstico. Se me puder dizer alguma coisa sobre isso agradeço. ou mesmo alguém mais entendido no assunto!

    Quanto a este desconforto, apenas lhe posso oferecer a minha atenção e palavras de incentivo.
    É certo que pode ser desesperante, ma acredite que, habituação é a melhor forma de lutar e nunca desistir!

    Sei bem, que causa grande desconforto emocional, mas também sei que tomar calmantes não é o caminho. Por favor lute contra isso!!
    Mas tome esse passo, essa decisão quando achar que o deve fazer. É uma escolha bastante pessoal.
    Se o fizer e não der resultado... não desanime. A mim aconteceu-me várias vezes!! :)
    Até que, após várias tentativas, fui ganhando.E as tentativas bem sucedidas foram sendo mais que as menos conseguidas.

    Tomo esporadicamente beta histina e mantenho sempre na minha mente que isto vai passar e melhores dias virão!

    fale sempre que quiser, tentarei responder :)

    Muita força!

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: VA

    • 2013-12-16 18:41:5616 Dezembro 2013
    • #53

    Boa tarde RP.

    Hoje tem sido um dia péssimo para mim, para além do zumbido habitual parece que tenho tropas a marchar na minha cabeça! :(

    Certamente que já leu esta notícia: http://www.cmjornal.xl.pt/noticia.aspx?channelid=F48BA50A-0ED3-4315-AEFA-86EE9B1BEDFF&contentid=D1ED0B02-560A-4239-A2F0-371639EC375F&h=3.

    Talvez arrisque uma consulta com o Dr. Luís Meireles, chefe do Serviço de Otorrinolaringologia do Hospital de Santo António, no Porto. Acho que é a minha única esperança. Se quer que lhe diga, depois de ouvir tantos médicos dizer que não fazem ideia do que eu possa ter, é difícil ainda ter qualquer tipo de esperança.... mas talvez faça essa tentativa.

    Também pensei em procurar um Osteopata. Acha que resultará alguma coisa? Tem algum que me possa recomendar?

    Quanto à RM craneoencefálica, é o primeiro exame onde a EM é detectada. É facilmente detectável por serem visíveis uns pequenos pontos numa parte central do cérebro. Pelo menos, foi aquilo que me explicaram... :impatient:

    Acredite que por vezes, há dias em que preciso mesmo de um calmante que me ajude a adormecer sem estar constantemente concentrada neste maldito som que se instalou no meu cérebro! :frown:

    Boa sorte!

    VA

    • 2014-02-17 14:28:4717 Fevereiro 2014
    • #54

    Boa tarde.

    RP, já fui consultada pelo Dr.Luís Meireles e basicamente ele teve um magnífico discurso mas em termos práticos não sabe absolutamente nada sobre zumbido e tonturas.

    Fiquei a saber que existe em Lisboa um médico chamado Fernando Vaz Garcia especialista em vertigem. Será o próximo onde vou. Voltarei para dar feedback.

    VA

    • 2014-06-18 09:58:1818 Junho 2014
    • #56

    Para os que têm zumbido, experimentem procurar ajuda na clínica privada ACUSIS.

    São profissionais que se dedicam apenas a isto e vendem aparelhos que podem ajudar quem está muito afetado.

    Recomendo vivamente.

  1. Olá a todos :) Andava eu a tentar encontrar mais alguma soluçãozinha natural para aliviar as minhas tonturas e zumbidos e dei com este fórum :smile:

    Sim, isto é enervante e stressante. Mas precisamos de encontrar alternativas e foi o que fiz depois de andar literalmente envenenada.

    Em 2008 queixei-me com zumbidos permanentes nos meus ouvidos e tonturas. Na altura, depois de exames no otorrino, percebeu-se degradação da audição porque trabalhei alguns anos em call center. Uma médica de clínica geral receitou ginko biloba para aliviar os zumbidos, mas de facto não funcionou. Mais tarde, há cerca de 4 anos, descobri que tenho 3 hérnias cervicais. Pensei então estar aqui a explicação para estes sintomas tão incómodos. Nunca fiz uma RM ao ouvido interno, foi feito na altura apenas um RX que não mostra quase nada. Mas pronto...

    Mas há 4 anos, tive outros problemas e andei literalmente entupida de anti-depressivos e calmantes, medicação para colesterol, triglicéridos, tensão alta.. perdi a conta aos venenos. Não aliviou em nada o barulho constante e havia dias em que piorava.

    Levei um ano e meio para me desintoxicar de tanta droga e hoje não tomo mais nada para além de 1 comprimido diário para a tiróide. Aprendi a viver com esta colmeia. Basicamente, aprendi à minha custa que os médicos nos entopem de drogas porque é mais fácil para eles. Aprendi também, que se eu andar mais stressada, os zumbidos pioram. Estes últimos dias tenho tido mais tonturas, mas sei que é por erro de postura do pescoço e vou tentando corrigir. E como há erro de postura do pescoço, os meus zumbidos pioraram.

    Quanto aos zumbidos, nos dias em que as meninas andam mais zangadas, vou à procura dos chamados "white noise" ou "pink noise", que são nada mais, nada menos que barulho de chuva :big_grin_squint: Para além de ser extremamente calmante e me ajudar na meditação, ajuda a "disfarçar" o barulho das abelhitas :smile:

    Ouvir música ajuda sempre :smile: seja para o que for :grin:

    VA, o que a enfermeira lhe disse, não está muito longe da realidade... "aprender a viver com isto". Na realidade foi a minha única saída para não dar em choné :bashful_cute_2:

    RP, antidepressivos para os zumbidos é o mesmo que dizer "vai ficar pior dos zumbidos e acaba por desenvolver outros problemas". De facto há muitos médicos que não têm qualquer cuidado com o que receitam, não ligam às interacções medicamentosas e nem aos efeitos secundários. Sabem muito pouco de farmacologia e contam-se pelos dedos os médicos que consultam o prontuário farmacêutico para tirarem alguma dúvida.

    Optei por um estilo de vida um pouco mais saudável, deixei de fumar, estou a fazer correcções na alimentação, sempre que é preciso, prefiro usar os chamados remédios das avós. Um bom analgésico para as dores cervicais, é chá de gengibre :smile:, mas nem todas as pessoas podem tomar isto se estiverem a tomar fluidificantes do sangue. Outra alternaoiva como anti inflamatório é o açafrão-da-terra.

    Espero que de alguma forma, possam encontrar alívio com soluções mais naturais e o barulho da chuva ajuda muito mesmo!

    Sejam felizes!

    _/\_ Namaste

  2. Boa noite concordo com a amiga Anamartav,mudanças no estilo de vida , menos stress , alimentação correta ect.... Medicação ate um certo ponto , foi-me diagnosticado doença do meniere , osteofitose dicais c4 a c6 , epa depois de ler tanto , pesquisar tanto , falar com médicos excperientes eu próprio segui a minha terapia , comecei a a identificar quando os sintomas pioram ou melhoram e fui mudando certas coisas no meu dia a dia , como por exemplo tinha habito de deitar-me no cadeirão da sala em ma postura e sentia tonturas ao levantar mas mudei essa postura e as tonturas deminuiram bastante sem tomar nada , o zumbido so fica mais forte quando estou nervoso , qndo estou nu sitio com muito barulho ou quando fala alto... na alimentação agora como muita fruta , muita verdura, deixei de exagerar nos fiambres e gorduras... aliviei o stress com Yoga e sinto-me muito melhor, medicamentos já não quero .Melhoras a todos que sofrem desta sintuaçao que eu sei que é muito desconfotavel..,

  3. Não tones fluoceyuba , tb tomei e nada Não as tonturas ficaram

  4. Sei exatamente como é isso tudo , Umbidos constante tonturas ataques vertigens vppb ... Diziam que era ouvidos e ansiedade , mas desconfiava da coluna porque sempre que fazia exercício ficava pior . Fiz em cervical e pimba profusão fiscal c2 e c3 e c5

    data-ad-client="ca-pub-8057434045421582" data-ad-slot="3064784842">
  5. Como melhorar :não fazer exercício ; caminhadas e alongamentos ; colete para espondilose pois se ainda não tens podes vir a ter . Usei essa terapia magnética com coletes 3 horas por dia evite zumbidos melhoraram. O desiquilibrio constante para acerque-se , dificuldades em levantar da cama , dores cabwça, pressão oxularvebpupilaa desiguais são alguns dos sintomas que tenho passado , já para não falar de ataques de certogens . O otorrino marcou-me agora ao fim de 3 anos fisioterapia e diz ser do ouvido , mas a raiz doboroblema garanto que é cervical . Provoca problemas de ouvidos no futuro , cisado . Tração cervical é recomendado para todos mas cuidado más manipulações pioras logo . Sei do que falo . Ajuda:colete para postura ; acupuntura e pequenas manipulações cervical com tração . Exercícios de alongamentos diários e pouco stress . Aprende a viver com obprblema , sei que não é fácil masvtem de ser . Fornecem almofadas e não faças esforços . Natação nao , só se for costas e brussos

  6. Hérnias na c1ac3 provocam muitos simtomas e c5 adormece-me o braço , mas se comprimir o nervo ocitipal tb vai provocar distúrbios nos labirintos . Sou contra o diagnóstico , pois sempre disse aos meus médicos e efeito comum dos ataques fortes , exercício físico e não achavam ser isso . Marcaram-me fisioterapia para habituação vestibular mas sei i que sinto o quando ando mais direito e sem eagorços tudo melhora . Acupuntura tb ajuda

  7. As pessoas nem imaginando que é viver assim , mas apesar de tudo tento levar na boa, sei que me custa muito as vertigens , já para não falar do desiquilibrio constante que provoca stress e temos de viver com isso . Esses problemas provocam atrás que agrava os sintomas devido ao s musculoscque ficam rijos e contraturados. Com estes problemas a mija coisa provoca os sintomas por isso tenham calma e caminhem não dacam desporto durante 6 meses bem manipulações que vão melhorar . Depois aí comecem a fazer tração osteopata

  8. Simtomas que apareceram e vai variando mas não eesapareceram: tonturas ; ataques fortes de vertigens; zumbidos ; pupilas diferentes ; pressão ocular e rigidez; problemas nos ouvidos : fazer videonistagmografia , espondilose ombro descaído . Usem colete ou cinta com magnéticos para corrigir postura ajuda muito , diminui zumbidos , não estejam muitas horas sentados ; alongamentos auaves diários , caminhar devagar quando sentem pressão nas vértebras

  9. Acupunturavdbultra sons ... Primeiro tratem os sintomas e depôs passem para alongar isceaoaços , nunca operem pôs são zonas de alto risco

  10. Para quem tem bruxismo(ranger de dentes ) ou estalos na mandíbula ( suspeitem de disfunção de atm) , pois provoca espondilose hérnias e problemas auditivos

  11. Para que é que falei estar a ficar melhor ... Hoje mais um acordar espetacular tonturas e vertigens só coneçpuva passar ao fim de 1hora . É assim a vida ... Tempos-quentes viver com isso

    • 2015-02-10 16:40:0510 Fevereiro 2015
    • #68

    A quem tem zumbidos:

    Se esticarem o maxilar inferior para fora, o máximo que conseguirem, o zumbido aumenta? Se sim, dos dois lados?

    • 2015-02-10 16:57:2710 Fevereiro 2015
    • #69

    talvez para o zumbido o uso da hipnose possa ajudar. Convencer o cerebro que não existe barulho. as tonturas tb pode ajudar , embora não tire o problema. engraçado que pelo que leio aqui existem pessoas que passaram pelo mesmo trato que eu...."suspeitarem de esclerose multipla, hernias na cervical, pupilas desiguais,...
    É uma luta constante, não podemos é deixar que nos stress mais. ainda ontem me deitei e fiquei logo com tonturas, fixei e acabou por passar,. todos os dias levanto-me e durante quase meia hora tenho vertigens e tonturas e depois começa a melhorar. o problema provavelmente é só de ouvidos , mas existem muitos fatores que agravam, tipo hernias cervical (não é o problemas, mas pode ajudar causa tensão na coluna, logo mais vertigens), controlar o stress e especialmente não ligar muito a pequenas tonturas e desiquilibrio durante o dia. tentar manter a calma o maximo que conseguirem durante as crises (que no meu caso são diarias desde À meses, passaram de episodios a diarias). Para quem nunca teve estes problemas, é dificil compreender o que as pessoas sentem e passam. É horrível e não existe nenhuma maneira de nos habituarmos a isto, apenas nos resta tentar lidar com o problema com a maior calma possível. Esta é a unica maneira de não ser "ainda pior" do que já é. As melhoras para todos. se alguém quiser partilhar mais coisas desta experiencia horrivel que todos estamos a passar envie um mail para faustoandresilva@gmail.com. Falarmos uns com os outros pode ser uma forma boa de ajuda, pois sabemos todos o horrivel que é, e ouvir as opiniões de alguem com o mesmo problema pode ajudar a encontrar algumas respostas.

    • 2015-02-10 17:01:0210 Fevereiro 2015
    • #70

    se quiserem um bom otorrino na área aconselho Rosmaninho Seabra na clinica da boavista porto ou na sua clinica em gaia. É bom em reabilitação vestibular e dos melhores na área

    • 2015-02-10 17:01:3210 Fevereiro 2015
    • #71

    chama-se clinica do zumbido e tontura

    • 2015-02-26 02:26:4926 Fevereiro 2015
    • #72

    no meu caso mais do que zzumbido é uma vibração ou trepidação no ouvido permanente insuportavel....para dormir então!ainda só sinto isto ha 5 dias, mas esta complicado. ja fui otorrino e irei fazer exaames. Alguem por aqui ja teve isto?
    E alguem acha que a acunpuctura pode ajudar ?

  12. fs, li o seu comentário. Eu também tenho essas vibrações, e elas pioram quando por exemplo, passa um carro com motor barulhento, músicas com batidas de fundo fortes, é horrivel . Também tem isto ? Conseguiu melhorar com alguma coisa?

    Eu também tenho zumbido, mas estas vibrações é que são piores :s

    Obrigado

  13. Olá a todos,

    É a primeira vez que aqui venho e só agora descobri este site e o tópico em questão.

    Tenho 37 anos e desde muito novo (com 15 anos) comecei a sentir crises de vertigens que me deixavam na cama cerca de 5 dias ou mais. Fiz vários exames e passado uma série de anos, após um RM e um exame específico com uma camera a gravar o movimento dos meus olhos, descobriram qualquer coisa no ouvido que não sei explicar.
    Passado este tempo aprendi a controlar a vertigem. Mal tenho uma crise a primeira coisa que faço é sentar-me ou deitar-me e mal me sinto ligeiramente melhor vou andar a pé. A verdade é que passado umas horas fico melhor e passado 2 ou 3 dias estou completamente recuperado mas tomando o betaserc durante uma semana.

    Há coisa de 1 ano e meio de um dia para o outro apareceu um zumbido semelhante ao barulho de um aparelho elétrico ligado (por ex. um televisor CRT ligado mas sem imagem) mas ampliado ao ponto de se tornar insuportável. Tirou-me todos os prazeres que tinha na vida, andar de mota, tocar guitarra, ouvir música, ver filmes ... Nem conseguia abrir a janela do carro porque o barulho do vento era insuportável.
    Fui ao otorrino, fez-me um audiograma e estava tudo normal. Começou-me a falar em operações e no nervo do ouvido!

    Passado 2 ou 3 meses nisto e desesperado fui tentar acunpuctura. Não vale a pena tentar compreender o que nos explicam :big_grin:.
    Passado 1 mês comecei a ter 1 ou outro dia da semana em que não tinha zumbidos. Passado 1 ano, os zumbidos são cerca de 80-90% menos barulhentos do que eram e há alguns dias que não tenho mesmo nada. Normalmente quando acordo tenho sempre!

    Finalmente consigo novamente fazer tudo o que gostava e sem restrições.

    Há 15 dias tive uma crise de cervical e fiquei assim um bocado torto (braço dormente, pescoço e cabeça torta e limitação a virar a cabeça). Fui ontem a uma clínica de fisioterapia e osteopatia e "amassaram-me" como nunca me tinham amassado. Descobri músculos que nunca tinha percebido que existiam. Vou fazer várias sessões para me corrigir a postura, aliviar a tensão da cervical. Após a primeira sessão (que foi ontem) sinto-me muito melhor e zumbido 0.

    Espero que o meu testemunho ajude.

  14. Olá a todos, chamo-me Manuel, tenho 45 anos, resido perto de Lisboa e eis a minha partilha em modo de lista:

    — 7 anos de tinnitus agudo nos dois ouvidos mas mais intenso no direito. A frequência sonora é de +- 8 Khz

    — Hiperacusia no ouvido direito.

    — Quer o tinnitus quer a hiperacusia surgiram de repente, de manhã, imediatamente após acordar.

    — Som de mascaramento não funciona pois só aumenta o tinnitus.

    — Ao longo de 7 anos tive várias crises algumas delas de "grau 5", mas também ocorreram momentos (mais raros) de praticamente 0(zero) quer seja de manhã, durante o dia e à noite ao deitar.

    — Não estive exposto a pressões sonoras elevadas.

    — Tenho Rinite desde criança

    — Ligeira perda auditiva mas de um modo geral ouço bem.

    — Nos últimos dois anos surgiu uma sensação de batida momentânea e ligeira tontura no ouvido esquerdo quando ouço sons de impacto tipo objectos metálicos ou loiça a bater entre si. Médica Otorrino, após testes, diagnosticou pressão positiva no ouvido interno devido a bloqueio da trompa de eustáquio.

    O meu Tinnitus piora bastante com:

    — Aumento de som ambiente (carros a passar ou a circular dentro destes, ondas do mar, ruído de várias pessoas a falar em ambientes fechados, centros comerciais, supermercados, música com muitos instrumentos, etc.)

    — Stress

    — Cansaço

    — Calor

    — Após comer durante o processo digestivo

    — Mastigar ou falar (tudo o que envolva mover o maxilar)

    — Comer alimentos salgados

    — Durante o exercício físico

    — Ansiedade

    — Mudanças bruscas de temperatura (por exemplo, em tempo frio entrar para dentro de um carro com sistema de aquecimento ligado para quente)

    Melhora com:

    — Ambientes silenciosos (mesmo ouvindo o tinnitus em fundo este tem tendência a diminuir caso não haja som a entrar)

    — Após exercício físico quando a batida cardíaca volta ao normal o tinnitus fica mais calmo (julgo que por alivio geral do sistema nervoso central)

    — Abstracção ocupacional de qualquer tipo desde que não crie stress, fadiga e ruído.

    Curiosidades que ocorreram ao longo dos 7 anos:

    — Tive noites em que me deitei e só após deitado a intensidade aumentou gradualmente para níveis insuportáveis. Acalma gradualmente após levantar e tomar um chá calmante ou por vezes com meio comprimido de Benzodiazepinas.

    — Tive noites em que me deitei e não ouvia praticamente nenhum Tinnitus.

    — Tive dias em que pré-acordei e ainda sonolento mas já consciente de estar acordado não tinha qualquer tinnitus mas, assim que movo o corpo para levantar os zumbidos voltam gradualmente.

    — Altura melhor do dia ocorre, geralmente entra as 11h e as 13h (antes de almoçar) e entre as 17h e 20h (antes do jantar) mas somente no caso de estar em ambientes tranquilos. Se estiver em ambientes ruidosos e com muito movimento, não há alturas melhores.

    — Para além do tinnitus agudo original, já tive a acumulação de outros zumbidos que pareciam motores e ou de frequências mais baixas que duraram continuamente +- um mês, mas, desapareceram.

    — Mais recentemente, após a utilização ligeira de um berbequim e usando auriculares com música muito ligeira (para distrair) tive um episódio de surgimento de um novo tipo de tinnitus cumulativo. Esta frequência rondava os 4 Khz e só aparecia quando escutava som, mesmo que baixo, mas desaparecia após uns minutos de silêncio. Felizmente também acabou por desaparecer ao fim de dois meses.

    Como conclusão geral:

    O controlo (possível) do sistema nervoso central faz toda a diferença. Evitar stress e fadiga mental e física é primordial.

    Evitar ruído é muito importante mas também não isolar totalmente, isto é, nos dias em que sinto mais tranquilo e tenha dormido bem sujeito-me a alguma pressão sonora, num supermercado por exemplo. Nos dias em que não se esteja bem é de evitar a todo o custo qualquer exposição em que não se tenha controle, evitando assim um efeito escalador do Tinnitus.

    O truque mais eficaz que encontrei para suportar e atenuar o tinnitus é a abstracção com ocupação diversificada que seja interessante. Por vezes nem isto funciona mas há que ter planos B e C, como fazer alguns exercícios físicos, dar uma caminhada, cavar terra, limpar a casa ou objectos, criar ordem (costumo ter sempre alicates à mão e arames para endireitar...)

    Cumprimentos e melhoras a todos,

    Manuel

  15. Boa tarde, o zumbido tem vindo a aumentar, qual o melhor local para fazer acupunctura?

    obrigada

    • 2017-06-15 17:40:2715 Junho 2017
    • #77

    Penso o no Pedro shot

  16. Gente, tb tenho sofrido quase os mesmos sintomas que vcs tem. Tudo comecou a 2 semanas atras, acordei muito tonto e muito cansado mais do que o normal, nao podia andar que me sentia mal e vinha o estresse junto que potencializava essa tonteira de achar que iria desmaiar e ainda ter panico, falta de ar etc... durante 2 semanas eu estou assim e Agora apareceu esse zumbido no ouvido... ah e tenho tb dores na cabeca que vao ateh a nuca e de vez enquando pra os ombros. De tanta tonteira ja parei no Hospital e claro nao tinha nada, ja fui no otorrino e nao achou nada e nem os remedios pra tonteira melhoram.
    Lembrei de uma coisa do meu passado e por coinscidencia achei algo sobre "Bruxismo" e eu sei que eu tenho isso porque minha mae diyia que quando eu dormia eu ranchia muitos os dentes... Ae que ta, lendo sobre bruxismos e suas consequencias percebi que isso pode estar acontecendo comigo e com alguns aqui, por isso eu acordo com todo a musculatura da cabeca contorcida me trazendo dor em varias pontos e quando ja esta mais avancado ele atinge a articulacao entre a mandibula e o cranio causando tonteiras e zumbido no ouvido.
    Bom vou procurar urgentemente meio dentista e relatar tudo isso pra ele... Pesquisem sobre isso! E melhoras pra nós!!!:wink_tongue:

  17. Olá!

    Tenho 38 anos, pessoa saudável, fiz 8 anos de academia até setembro de 2017.

    Tenho retificação cervical, sensação do pescoço estar rígido, leve dores cabeça, tonturas ao ficar de pé e desequilíbrios. Preciso ficar na maior parte do tempo sentado.

    Fiz exames de sangue, tomografia, ressonância, angiotomografia pescoço/tórax e raio X. Os médicos falam que nos laudos eu estou bem.