Fórum sobre saúde, medicina, enfermagem, medicamentos, doenças, cirurgias, hospitais, clínicas para doentes, médicos, enfermeiros, profissionais e interessados
Ainda não iniciou sessão (Iniciar sessão ou registar-se)
  1.  # 1

    Olá, tenho 35 anos e não tenho amigos, não tenho namorado ou marido, não tenho filhos, nem tenho emprego. Tive que pesquisar muito na internet para conseguir arranjar 'alguém' para desabafar, e aqui estou... Tenho muitos conhecidos mas, não tenho nenhum verdadeiro amigo, não tenho a quem telefonar para ir ao cinema, ou ir sair à noite ou simplesmente para ter uma conversa. E é muito triste chegar à minha idade e ver isto a acontecer-me. Não foi isto que imaginei para mim quando era criança... Nunca tive muitos amigos, e sinceramente não sei porquê mas, comecei a namorar a partir dos meus 18 anos e então como tinha namorado nunca senti tanto a falta de amigos. O meu primeiro namorado tinha muitos amigos e eu pensava que também eram meus amigos, e realmente foram meus amigos enquanto nós namoramos mas, depois que acabamos passou a ser apenas 'olá' se nos encontrasse-mos e nada mais. O meu segundo namorado tinha poucos amigos mas, tinhamos uma boa relação e ele era um bom amigo e companheiro para mim. Mas cada um seguiu o seu caminho e já lá vão 2 anos, não voltei a namorar. Nessa altura tinha duas amigas mas, acabamo-nos por afastar. E agora à sensivelmente 9 meses que não tenho com quem sair, desabafar, passear, etc... Até que nos ultimos dias cheguei ao meu limite, ao fundo do poço. Tenho tanta tristeza no coração que parece que vai sufocar-me. Não sei que mais posso fazer, pertenço a um grupo relacionado com leitura e tenho muitos conhecidos (a maioria muito mais velhos do que eu) mas são apenas conhecidos ou colegas. De vez enquando também realizo uns cursos mas nunca consegui fazer amigos, é tudo muito casual. Às vezes penso que devo ter algum problema e que as outras pessoas não passam por isto, têm sempre amigos, nem que sejam poucos. Parece que ao longo da minha vida as pessoas nunca se aproximaram de mim, nunca lutaram por mim. Mesmo as minhas ultimas amigas (que falei em cima) era raro procurarem-me, ou telefonarem-me, a maior parte das vezes era eu que entrava em contacto com elas. É muito triste viver sem amigos, ainda por cima não tenho namorado, nem emprego para agravar ainda mais a situação toda. O mais irónico é que eu até me acho uma pessoa agradável, simpática, culta... (secalhar estou a ser convencida) por isso às vezes ainda é mais dificil aceitar esta situação e não sei mesmo o que fazer para mudar isto. Não sei qual é o meu problema. Existem dias muito dificeis que só me apetece desaparecer... Os Homens não foram criados para viverem sozinhos. Viver na solidão muito doloroso e custa muito! À dias que custa muito acordar e levantar e ter que enfrentar o dia, e nem sei para quê...

  2. Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: marysilva, elsa_anjos, penélope, muse, Purple, me myself i, Carsil, ccosta73, adorogatos, QuarentãoRJ, csspsilva, sianr, Cla2013, Mariana.

  3.  # 2

    Como eu compreendo a sua situação, mas lembre-se sempre das coisas boas da vida, o pior que tem é não ter emprego isso sim é que é grave, amigos por vezes dizem que são e não são nada. Lá diz o ditado: mais vale só de que mal acompanhada. Sei que é muito triste não termos ninguém, mas de certeza que tem família e essa sim, é sua amiga. Tenha coragem e pense sempre positivo, se tiver que ser, vai ver que ainda por aí o seu principe encantado, e mais tarde ou mais cedo vai aparecer.

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: princess, csspsilva

    • CSJ
    • 18 July 2011
     # 3

    princess, pense sempre positivo. Pessoas positivas e alegres "atraem" outras pessoas. Se há algo em si que não gosta, faça um esforço para mudar, seja na sua personalidade, seja na sua vida (local onde mora, hábitos, etc). E participe em bastantes actividades em que conheça pessoas. Voluntariado, por exemplo, é uma óptima forma de o fazer! E nunca se esqueça daquele célebre slogan da mimosa: "se eu não gostar de mim, quem gostará?".

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: princess

  4.  # 4

    Realmente é triste a sua situação.Mas faço-lhe uma pergunta.E com a familia sente-se bem?Apoiam-na?beijo

  5. Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: princess

  6.  # 5

    O problema, ou não, é que eu nem consigo entender como cheguei a esta situação porque, eu até gosto da minha personalidade e penso que até sou uma pessoa agradável. Por isso, nem sei muito bem o que hei-de mudar em mim, porque acho que sou uma pessoa perfeitamente normal com defeitos e qualidades como toda a gente. Logo CSJ eu concordo perfeitamente com o slogan:"se eu não gostar de mim, quem gostará?", mas por acaso eu até gosto de mim... E custa-me ter que integrar-me em actividades, etc... só para conseguir ter amigos, parece-me demasiado triste...
    Quanto à familia, a nivel monetário não me posso queixar, não me falta nada. A minha familia é muito pequena e as pessoas que me são mais chegadas são pais e irmã mas, nunca falamos de nada muito pessoal, ou seja, não desabafamos muito uns com os outros. Os meus pais não foram educados para fazer isso (não é por mal). Por isso, não posso dizer que a familia me apoie, raramente ou quase nunca me perguntam se eu estou bem ou se me sinto só...penso que a culpa também não será deles de eu não ter amigos. E por isto tudo eu sinto-me ainda mais só sem saber mesmo o que fazer para mudar as coisas.

    • D.
    • 27 July 2011
     # 6

    Boa noite,

    Lembra-se de um anuncio de leite que passava na televisão em que a protagonista dizia "... se eu não gostar de mim, quem gostará?" pois bem é uma das maiores verdades da humanidade. Todos nós estamos programados para procurar algo que nos transmita sucesso, confiança e felicidade e por isso estamos dotados de um pequeno radar que nos faz afastar, menosprezar e não valorizar pessoas com baixa autoestima. E o pior é que esse radar detecta as expressões a postura corporal e mesmo antes que a nossa consciência o faça e condiciona o nosso comportamento na presença de problemas de autoestima ou na presença de equilíbrio emocional e confiança.
    A sua postura perante os seus conspecificos condiciona a forma como a encaram e isso resulta da sua auto-estima, já reparou que as pessoas com maior sucesso social são sempre as consideradas divertidas ou inteligentes ou algo que causa admiração das pessoas em geral? A única diferença entre si e qualquer uma destas pessoas é a forma como encaram a vida, o que os rodeia, os seus defeitos e qualidades. A sua confiança reflecte-se na sua linguagem corporal e atrai pessoas. É só isso.
    Não lhe digo para ser quem não é, deve encarar os seus defeitos, aceita-los, aprender a viver com eles e enaltecer um pouco mais as suas qualidades, não para o exterior mas para si. Mime-se, faça coisas que lhe dão prazer e se não lhe apetecer force-se a isso. Na ponha o peso da sua falta de autoestima nas costas de quem lhe é próximo. Aprenda simplesmente a gostar de si pois não tem outra alternativa se não aceitar quem é como um todo. Nunca se esqueça que a solidão é um estado de espírito que raramente advém do facto de se estar só. Não contemple a tristeza. Contemple o sol, a brisa o mar e quem é, não seja o seu carcereiro. Saia de casa vá ao cinema sozinha sem andar a alimentar autocompaixões.
    Abraço

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: princess, elsa_anjos, MD, verabelchior, csspsilva

  7.  # 7

    Sei perfeitamente o que sente. Eu tenho a mesma idade e estou neste momento a passar pelo mesmo .

    casei muito nova , e sempre vivi para o marido e depois para o filho . nunca tive necessidade nem tempo para estar com amigos. neste momento estou separada e olho para tráz e não tenho uma amiga para sair .

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: princess, MD

    • Beta
    • 4 August 2011
     # 8

    é preciso de andar um pouco à pesca de amigos, convidar um amigo para ir a um cinema, um jantar, não estar à espera que a iniciativa parta de outra pessoa...

    o convite pode ser feito de uma forma alargada, "hoje, quem é que quer ir ao cinema?" Nós prorprios organizamos actividades

    eu sofro do problema inverso, gosto é de estar sozinha e que ninguem me chatei
    ;)

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: princess

  8.  # 9

    Não é fácil dar uma solução.
    Se houvesse uma fácil, eu também a usaria.
    Tenho precisamente a mesma idade e uma história parecida, só que tenho o meu trabalho mas nunca namorei.

    Relaciono-me bem no trabalho com algumas pessoas "amigas" mas a verdade é que fora isso não existe mais vida.
    Também não me considero má pessoa e tive por algumas vezes pessoas interessadas em mim, mas nunca facilitei a vida a mim mesmo, fechei-me num mundo pequeno e solitário.
    No fim do trabalho, também não tenho a quem ligar...e saídas para diversão não existem.
    A isso junte-se um trabalho (pouco rentável) que ocupa toda a semana (sem férias) e facilmente se percebe que a saturação é muita.

    Há dias melhores e dias piores, mas não é fácil lidar com o mundo social à nossa volta.
    Chegar ao fim do dia, olhar-mo-nos ao espelho e nunca vermos mais ninguém ao não ser nós próprios.

    Custa muito...embora saiba que esse mundo de aparente "felicidade" alheia também não é real.

    Resta ir dando um passo de cada vez...

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: princess, elsa_anjos, csspsilva

  9.  # 10

    Obrigada a todos pelos comentários, eu sei que não devia dizer isto mas, ainda bem que não estou sozinha, por vezes saber que não somos os únicos em determinadas situações é reconfortante. Às vezes penso que sou uma 'ave rara' por não ter amigos, apesar de até ter bastantes conhecidos e até ser uma pessoa dinâmica e activa.
    D. Eu gosto de mim, sou confiante, gosto da minha personalidade e da minha maneira de ser mas, ás vezes é dificil uma pessoa ter uma auto-estima elevada ou ser muito alegre e divertida devido à presença de outros problemas na nossa vida, e é nestas alturas que faz falta um verdadeiro amigo para podermos desabafar e conseguir ultrapassar os problemas. Ninguém consegue estar sempre alegre e com 'palhaçadas' mas, há pessoas ou ditos 'amigos' que só estão disponiveis quando nós estamos assim neste estado. Eu saio de casa, vou ao cinema, vou para a praia...sozinha, mas ir pelo menos de vez enquando com amigos seria mais agradavel!
    marysilva pelo menos tem o filho, mas percebo perfeitamente que não é a mesma coisa. Óbviamente que precisa de amigos para sair, para desabafar, para se divertir. Bem, acho que estamos sempre a tempo de mudar a nossa vida, se acreditarmos que nunca é tarde de mais.

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: Carsil, sianr

    • Loba
    • 15 October 2011
     # 11

    :frown:Olá princess

    Eu tenho 32 anos e tenho amigos, aliás grandes amigos. Fazemos grandes jantaradas e costumam ser bastante divertidos. O problema é que estes meus amigos encontram-se todos num bar de um outro amigo e não saem de lá. Há anos que é assim. Vejo sempre os mesmos rostos e sinto que o tempo passa e os fins-de-semana são sempre a mesma coisa. O grupo até é grande, mas tem mais homens que mulheres. Uma delas vive com o namorado e sai pouco, a minha outra amiga tem 38 anos e diz que já não tem idade para "discotecas". Está sempre com o problema "de alguém que a pode conhecer" devido ao cargo que ela tem. Eu não quero dizer que só aprecio discotecas. Eu gosto muito de cinema, teatro, por exemplo.
    Sinto-me frustrada com isso. Por vezes faço longos percursos de carro para tomar café e ir embora. Há três anos que ando nisto. Gostava de ter amigas mais ou menos da minha idade para sair, conversar, divertir-me e conhecer mais pessoas.
    No trabalho, são muito jovens (ainda falam em festas académicas e bebedeiras!), se calhar estou a ser demasiado selectiva, mas não me sinto enquadrada neste grupo.
    Hoje é sexta-feira e gostava muito de poder sair, mas é triste dizer que não tenho com quem!!!

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: princess, csspsilva

  10.  # 12

    Costuma-se dizer que a vida é feita de encontros e desencontros, e parece que é bem verdade!
    Era bom que 'nós', ou seja, as pessoas que estão na mesma situação ou pelo menos numa situação parecida se podessem encontrar e conseguissem acabar com esta solidão, que por vezes parece que corroi por dentro (na minha opinião).
    Ainda por cima, eu estou a passar por uma situação critica da minha vida, estou apaixonada por uma pessoa que não corresponde o meu sentimento. Por isso (e por outros problemas), estou a começar a ficar com uma depressão. E sei que me preciso de destrair e sair com pessoas para não estar sempre a pensar no mesmo (nele) mas, não tenho com quem. Ás vezes certas pessoas dizem-me que me devo destrair mais e sair mais, e eu até fico com vergonha de dizer 'que até gostava muito de fazer isso mas, não tenho com quem!'
    Eu simplesmente gostava de chegar ao sabado à noite e ter com quem sair, nem que fosse só uma unica pessoa!
    Às vezes nem sei o que ainda ando a fazer neste mundo...

  11.  # 13

    Olá princess,
    Compreendo-te, porque apesar de ter família, uma filha que amo perdidamente, as poucas amigas que tenho estão distantes por questões geográficas e também porque a vida acaba por nos afastar. Com isto sinto-me um pouco só no dia a dia, com falta de uma amiga com quem partilhar aquelas "coisas de mulheres", e é óbvio que o marido não consegue preencher esse espaço...
    Bom isto para te dizer que se quiseres uma amiga aqui estou eu, para desabafares, partilhares, e quem sabe um dia seja possível conhecermo-nos pessoalmente, e até outras amigas que aqui possam surgir. :smile:
    Podemos trocar contacto de mail se quiseres. Diz qualquer coisa.
    Desejo-te tudo de bom e muita força, acredita que não estás só.
    Beijinhos.

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: princess

  12.  # 14

    ola podem contar com minha amizade para desabafar e o q for necessario, temos q nos ajudar uns aos outros. podemos trocar mail se quizeres. bos sorte, beijinhos de luz

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: princess

    • pax
    • 20 October 2011
     # 15

    Desde que fiquei doente 2006, fui recusando todos os convites dos meus amigos e colegas para sair. Neste momento tb não tenho amigos. quando precisei deles não tive apoio de absolutamente ninguém. Entretanto em 2009 consegui ressuscitar e ganhei um novo grupo de amigos/conhecidos, mas tenho tendência a isolar-me. Eu era tão sociável e popular... agora sofro de ansiedade social e sinto-me preso em casa, não sei o que fazer.

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: MD, PattyC, ccosta73, csspsilva

  13.  # 16

    Agradeço a todos/as os comentários e a força. Mas ás vezes não sinto só a falta de poder desabafar, ás vezes (quase todos os dias) sinto a falta de ter alguém a quem possa contar, ao fim do dia, as coisas mais triviais que me aconteceram no dia. É uma coisa tão simples mas, tão importante. Também sinto falta de chegar ao fim de semana e ter alguém com quem sair, ir ao cinema, ir tomar um café, tudo tão simples... e faz uma falta tão grande. Faz-me sentir tão só não ter nada disto. Ás vezes chego a ter inveja das pessoas (casais, amigos/as) que vejo na rua, por terem companhia e eu não, eu sei que é errado mas por vezes é mais forte do que eu...
    De qualquer forma o meu email é o seguinte: 1976princess1976@gmail.com se alguém quiser contactar...

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: Te, sianr

    • Te
    • 31 October 2011
     # 17

    Boa noite,
    Fiz uma busca no google e apareceu-me este site. Li os vossos "desabafos" e comentários. Infelizmente, padeço do mesmo mal. Cheguei aos 40 anos sem ni´nguém para sair, ir de férias... Como cheguei até aqui, como vocês também não sei. Estive ausente do continente durante 4 anos e perdi as 2 amizades que tinha - fui substituída, rapidamente, num piscar de olhos. Tentei manter o contacto, sempre. Apercebi-me que era sempre eu a ligar, mas a ideia de que as estava a perder era tão surrealista que nem dava para aceitar.
    Nunca tive muitos amigos, mas sempre me "gabei" das minhas amizades e dizia "os meus amigos são poucos, os dedos das mãos sobram para os contar, mas os que tenho são os melhor do mundo". É claro que a desilusão era inevitável! Agora olho para trás e vejo que, se calhar, são as minhas expectativas que estavam erradas. Se calhar as pessoas entram nas nossas vidas para sair no próximo apeadeiro. As vidas delas tomam rumos diferentes, conhecem outras pessoas, seguem em frente.
    O que me preocupa é a minha actual inaptidão para conseguir alguém com quem partilhar um momento de lazer. Isso é assustador. Aos 40 anos vejo-me com um problema típico de pessoas com 60´s para cima. Por tudo isto sou solidária com todos vocês. E só posso dizer que a única coisa que podemos fazer é viver um dia de cada vez. E é o que estou a tentar aprender: tão somente a viver um dia de cada vez!
    Muita Luz, muito Amor para todos. Até breve.

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: princess

    • CSJ
    • 9 November 2011
     # 18

    Tenho a oportunidade de lidar frequentemente com pessoas de vários estratos sociais e idades, que procuram cuidados de saúde. O isolamento, a solidão, são, para mim, um dos grandes flagelos da actualidade. Com o avançar da nossa sociedade, temos "desaprendido" a viver socialmente. Não temos tempo, não sabemos respeitar, temos demasiadas distracções talvez, nem sei.

    Olhem à vossa volta. Provavelmente muitas das pessoas que vos rodeiam, sentem-se exactamente como vocês. Mesmo que estejam acompanhadas. Sorriam-lhes. Não tenham medo de sorrir a um desconhecido.

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: princess

    • JRMV16
    • 9 November 2011 editado
     # 19

    princess eu se um dia estiver na tua situação que é o que vai acontecer (em principio) vou tentar ocupar o meu tempo com actividades que me façam feliz...podes entrar num grupo de teatro ou fazer voluntariado,fazer um desporto que até te dê a apurtunidade de viajar,estares entretida com o teu quintal a plantar coisas. podes tirar um curso extra por exemplo de culinaria, medicinas alternativas qualquer coisa,ou fazer aquelas viagens organizadas com pessoas,arranjar um trabalho extra que estejas em contacto com as pessoas,ir para a apanha da fruta nas ferias,assim já não te sentes tão sozinha neste mundo porque estás ocupada com actividades que te distraiem a cabeça, é que claro que vais sentir sempre solidão mas já não sentes tanta com estas actividades, que são só uns exemplos
    ah e já agora arranjavas um cão que de certeza absoluta que não te sentias sozinha..tal como diz o ditado '' o cão é o melhor amigo do homem''..quando te sentisses triste ou sozinha desabafavas com ele como se ele fosse uma pessoa, porque eles parece que nos estão a ouvir..e ias dar grandes passeios com ele para vários sitios

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: princess

  14.  # 20

    Obrigada pelo concelho JRMV16, já tenho um cão e te garanto que não é a mesma coisa, do que ter alguém para ir ao cinema, beber um copo, ir ao teatro, etc. Também faço parte de vários grupos, por isso conheço muitas pessoas de todas as idades e feitios mas, fica condicionado a determinado espaço e condicionado 'aquilo'. Também tenho por hábito tirar vários cursos. E por acaso também faço voluntariado, e acredito que não se deve fazer voluntariado para arranjar amigos, isso é errado, deve-se fazer voluntariado por acreditar na causa em si, eu sei que à muita gente que vai para o voluntariado por razões erradas.
    Eu compreedo o que dizes mas, sabe bem ter alguém com quem partilhar essas coisas todas e esse alguém tem que ser de carne e osso, pensar e responder. Chegar ao sabado à noite e ter com quem sair, no domingo ter alguém com quem passear, ter alguém com quem partilhar uma parvoice qualquer... isso faz falta. Eu tento mudar as coisas...

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: km89

    • JRMV16
    • 11 November 2011 editado
     # 21

    não é a mesma coisa mas já é melhor que nada..eu acho que já ficava bastante feliz com um cão pois secalhar já nem me sentiria tão triste por não ter nenhuma pessoa com quem estar..eu nunca tive nenhum cão mas as vezes vinha para minha casa uma cadela da patroa da minha mãe quando não podia ficar com ela e eu gosto muito da cadela, já não a vejo há muito tempo e tou cheia de saudades dela..ela é como se fosse uma amiga pra mim..as vezes quando estava triste agarrava-me a ela e já me sentia melhor...um cão é mesmo muito especial mas é claro que nos vamos sentir tristes de uma maneira ou de outra por não termos uma pessoa

    • km89
    • 18 November 2011
     # 22

    Olá princess eu sou mais nova, mas sei perfeitamente o que sente mas não pense ah tenho 35 anos já é muito tarde para recomeçar porque não é...Eu tenhi amigos mas na maioria das vezes tenho de ser eu a telefonar ou enviar e-mails excepto kdo têm algum problema ou precisam de algo, aí ligam-me eles...Sinto falta de um amigo dakeles para sair, beber café, falar de coisas interessantes, falar parvoices, telefonar as duas da manha pk me chateei com algo e ele vir ter comigo...e não interessa se é culta ou não , pois a personalidade não se muda e nem tem de se adaptar aos outros, ou sao amigos e gostam de nos como somos ou não são, e muito mais tinha para dizer mas despeço-me dizendo que se precisar de uma amiga para dar uma volta a sua vida, falar, sair, etc...Estou aqui, deixe-me o seu e-mail, facebook, etc e dps falamos melhor :) ****
    :asleep_2:

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: princess

  15.  # 23

    Olá Km89, concordo perfeitamente com o que dizes, o meu email é 1976princess1976@gmail.com, se quiseres contactar.
    :smile:

  16.  # 24

    Olá princess. Percebo perfeitamente como te sentes porque saí agora duma relação amorosa à qual me dedicava a 100% quando não estava a trabalhar (e mesmo assim só trabalhava para ter dinheiro para investir no nosso futuro juntos), e olho à minha volta e não tenho amigos nenhuns. Estive a estudar fora e quando regressei comecei a namorar e só foi quanto me bastou. Mas agora, custa viver numa cidade sem amigos. Até me acho uma pessoa interessante, mas no meu trabalho só lido com gente mais velha e fora do trabalho simplesmente não tenho ciclo social. É triste hoje ser sábado à noite e estar sozinha em casa porque não tenho ninguém para ir beber um café que seja. Até as poucas pessoas que conheço parecem demasiadamente ocupadas (como eu estava antes!!!). --> Isto ensina alguma coisa, não ensina?

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: princess

    • Pepe
    • 27 November 2011
     # 25

    Olá princess. Andei a navegar pela net pesquisando coisas relacionadas às amizades e cruzei-me com este teu tópico, no qual me despertou interesse em responder.
    Pelo que li, compreendo essa carência de afectos de amizade, compreendo o vazio da ausência que possas sentir. Infelizmente desde sempre que passo por isso também princess. Às vezes sinto como se estivesse amaldiçoado ou algo do género, porque vejo tanta gente com tudo e outros com tão pouco ou praticamente nada. Poderei dizer que em toda a minha vida tive apenas 2 amigos de verdade. Amizades onde havia respeito compreensão e lealdade mutua. Sempre dei muito valor à lealdade e sinceridade das pessoas mas principalmente dos amigos. Por motivos profissionais cada um teve de seguir rumos diferentes na vida, e com isso se perdeu o contacto total que outrora existia. Os contactos que possuía deixaram de estar contactáveis, e não tenho maneira de poder reencontrar esses amigos novamente. Com essas separações que houve, tentei conhecer novas pessoas mas vi que ninguém manifestava interesse em estabelecer amizades. Vejo em cafés, clubes e até mesmo no facebook que está na moda, vejo grupos de pessoas que socializam uns com os outros em grupos pré-definidos com interesses reciprocos, mas se alguém novo quiser entrar ou é ignorado ou desprezado um vez que ninguém me conhece e preferem que assim se mantenha. Chamo a isso amizades do futuro ou amizades de interesses que consiste em obter algo para proveito de outros, aproximam-se para pedir um favor e outro favor e mais outro favor vão demonstrando que possuem alguma "amizade" connosco, mas quando o que possuímos acaba essas amizades acabam também. Chego a ver pessoas que quando me vêem mudam de direcção na rua ou fingem que não me reconhecem outros dizem de for egoísta e cínica "amigos? nunca considerei que fossemos amigos".. É duro ouvir essas coisas de alguém em quem acreditávamos e confiávamos... Vivi ilusões que me custaram caro, mas sempre fui um pouco ingénuo e há quem perceba isso e tenta prejudicar-me... Com tudo isso fechei-me ao mundo. Tornei-me mais "anti-social" e fecho-me mais para mim mesmo. Sinto-me muitas vezes como os gatos vadios, que observam de longe as pessoas e os perigos, mas não deixam que se aproximem deles.. Mas quando percebem que há algo de verdadeiro e bom nas pessoas vão se aproximando e abrindo aos poucos a confiança. É difícil criar uma amizade com meia dúzia de palavras ou acções, uma boa amizade demora tempo, precisa de compreensão respeito sinceridade e lealdade. Cada pessoa possui personalidades diferentes, mas é isso que nos destinge uns dos outros. É preciso saber respeitar isso e se verdadeiramente as pessoas desejam essas amizades, irão manifestar interesse e desejo em criar laços de confiança para que se possam "abrir" um ao outro.
    Sei que poderá haver quem esteja em desacordo comigo, situação essa que respeito, mas é a minha maneira de pensar e ver as coisas.
    Sempre me considerei um rapaz diferente, com ideias diferentes talvez seja isso o problema. Se não houver uma sintonia de ideias, torna-se difícil comunicar e manifestar interesses. Mas desde pequeno que vejo o mundo com olhos de quem realmente vê. Vejo os problemas, vejo injustiças, vejo incompreensão e abandono.. Mas para muitos isso são apenas coisas chatas, porque não trazem nada de benéfico e interessante às vidas deles.
    Mas acredito que haja mais gente que pense como eu, que realmente tenha uma visão mais correcta do mundo em que vivemos e acredito que seja possível transformar a ignorância em sabedoria. Também acredito que seja mais fácil de superar um problema quando existe outras pessoas em situações idênticas, que através disso se possam apoiar uns nos outros e assim ganharem forças para não desistir e continuarem o caminho correcto nas nossas vidas. :smitten:

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: princess

  17.  # 26

    Pepe identifico-me muito com a tua maneira de ver as coisas..., mas sou tambem mais um para me juntar ao clube dos solitários, o meu problema é ter uma personalidade rara, e ser intolerante á falta de humildade e hipócrisia das pessoas, sinceramente cenas á "morangos com açucar" erritam-me profudamente, pessoas demasiado ligadas á imagem e a obseção de quererem brilhar... tenho tedencia de me afastar, ás vezes acho que estou no mundo errado loll. Sou muito humano, observo os pequenos pormenores, dou valor ás pessoas genuinas por mais humildes que sejam... estou a falar de uma minuria quase invisivel. A minha vida não me tem corrido mal profissionalmente, mas pessoalmente ás vezes apetece-me mudar tudo. Amigos» Ultimamente tenho feito um esforço para arranjar um tipo de amigo que já nem sou muito criterioso, apenas quero uma pessoa que goste de sair e "variar do caixote" mas de forma conciente, alguem que sabe quando deve pousar o avião. Namorada» Acho que adorava ter alguem que gostasse mesmo, mas para os 28 anos que tenho acho que tenho uma mentalidade muito envelhecida, pois não me identifico com quase nenhuma mulher da minha idade, acabo sempre por me aproximar de alguem mais velho... o que de certa forma já me começa a frustrar. Dou por mim a pensar muitas vezes que antes quando se dizia "os homens são todos iguais" agora deve-se dizer "os homens são todos iguais e as mulheres estão piores que eles e com todas as armas do jogo". É muito chato para mim pensar que estou descomprometido há 3 anos, querendo arranjar alguem da minha idade, e nada "0" bolinha, nenhuma mulher me cativa... tudo o que vejo é só imagem, style, fama grrrr. Não me considero um homem feio, adapto-me em todos os ambientes, mas a fantochada em que este pais em desenvolvimento se tornou leva-me ao isolamento. O igoismo da sociedade, quando acontece uma situação triste á minha frente (um velhinha que precisa de ajuda por ex.) sou dos primeiros a avançar, enquanto as outras mumias nem olham... então eu fico a pensar... como será que foi a vida da velhinha? Secalhar era uma mumia como os outros e eles nem olham... enfim da minha parte fiz o que achei correcto. Adorava que as pessoas verdadeiras (não são aqueles seres despresiveis que dizem tudo o que querem "Tugas" como eu chamo) andassem identificadas, e deixassem muitas vezes de querer ir atrás das tedencias, acredito que possam existir dois mundos... os das tendencias e o dos seres humanos sociais no verdadeiro sentido da palavra.

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: princess, penélope, Purple, Carsil

  18.  # 27

    Princess obrigado por iniciares este topico, e realmente ainda bem que não estamos sozinhos, acho que só não deviamos era estar separados lolll temos de combinar uma região do mundo para nos juntarmos todos

  19.  # 28

    Aproveito para perguntar alguem do Algarve?

  20.  # 29

    redes socias podes encontrar novas amizades...para nao te sentires sozinha

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: princess

  21.  # 30

    Rede sociais?!! É só fachada e fantochada, durante meses não consegui encontrar pessoas que realmente se interessem pelos outros, é só style...

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: penélope, PattyC, janita

  22.  # 31

    pandora: Pois é, compreendo perfeitamente o que dizes. POr vezes, os conselhos dos outros são bem intencionados mas de pouco valem quando abrimos a não e de lá só cai o vazio. Sou um pouco mias velha do que tu e desde há muito tempo lido com a mesma situação. Nos tempos livres ando de esplanada em esplanada, com um livro (que é a minha companhia). Até vou variando os cafés para não me verem sempre sózinha. Tenho uma ou outra pessoa, mas ninguém realmente presente. Todos têm a sua vida e vou-me sentindo uma sobra. Alliás, é assim que me sinto, uma sobra da sociedade. E , como tu, também me considero divertida, culta, gostode conviver e de rir. Estou presa num mundo que nada tem a ver com a minha natureza.
    Cheguei a um ponto em que nada está bem, nem na família, trabalho...sinto uma tristeza como se algo fundamental se tivesse quebrado cã dentro, num lugar fundo, essencial para poder sentir a beleza das coisas como sempre senti e agora não consigo.

    Espero que a tua situação melhore, É a primeira vez que escrevo num forúm...talvez valha a pena.

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: princess, My self

  23.  # 32

    Quando iniciei o tópico nunca pensei que poderia 'encontrar' tantas pessoas na minha situação ou numa situação parecida, nem sei se hei-de ficar alegre ou triste!

    Olá penélope, nunca é tarde para mudar a vida e tentar inverter a situação. Espero que com o que aprendeste da tua experiência de vida te faça ir à luta para conhecer novas pessoas e não cometer os mesmos erros. Como se costuma dizer: aprende-se com os erros! Se quiseres falar, desabafar... o meu email está num comentário mais acima.

    Olá Pepe, eu acho que as pessoas são pessoas, logo estão carregadinhas de defeitos. Não podemos julgar os outros, porque cada um tem defeitos e uma personalidade própria e ninguém é perfeito, nem nós próprios. Eu acho que devemos ser mais toleraveis com os outros e não julga-los pelo que achamos correcto ou não. Eu sei perfeitamente o que é uma pessoa sentir-se a mais, como se estivesse a mais num determinado grupo... e concordo contigo que tem que haver interesses em comum para poder nascer uma boa amizade. E por mais diferente que te possas achar, deve haver várias pessoas como tu, que pensam exactamente da mesma forma, só que ainda não as encontras-te! Pelo menos é o que eu penso em relação a mim. :big_grin_wink: Quem sabe algumas dessas pessoas não estão aqui no fórum:smile: O importante é não te fechares para a vida e para novas amizades, porque eu realmente credito que ainda existem pessoas que valem a pena, podem é ser poucas...:frown:

    Olá My self, "Princess obrigado por iniciares este topico, e realmente ainda bem que não estamos sozinhos, acho que só não deviamos era estar separados lolll temos de combinar uma região do mundo para nos juntarmos todos". Temos que criar uma ilha e vamos todos viver para lá! :big_grin_wink:
    P.S.: eu não sou do algarve, sou quase da outra ponta de Portugal.

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: My self

  24.  # 33

    Olá pandora, lamento saber da tua situação, pelo menos aqui no fórum existe a possibilidade de escrevermos aquilo que sentimos e que realmente nos vai cá dentro e nunca dizemos em voz alta. Eu também tenho algumas pessoas, mas não totalmente presentes, falta algo mais...

    Eu por vezes penso que a vida é muito estranha, se nós até temos vontade de viver e conviver com os outros e sabemos estar em sociedade, como se acaba sem uma vida social e só... por vezes não consigo entender! Será que o problema está em nós ou nos outros?!

    O importante é não desistir!... só que existem dias que custa...

  25.  # 34

    Ola amigos! eu entendo bem o que voçes estao passando, pq a vida obrigou-me a sair de imdediato do alto alentejo para o algarve, era la q tinha todas as minhas amizades, grandes amigos mesmo, sentia-me perfeitamente bem, mas algo aconteceu e veio modificar tudo na minha vida.... andei sozinha por uns tempos por aqui , entretanto conheci algumas pessoas mas nada tem a ver com amizades da infancia, pq aquilo que eu vejo e sinto é que as pessoas estao ca vez mais falsas e deixam a humildade para tras, tornaram-se mesquinhas, nao ha amizades verdadeiras, esta tudo tentando enganar o proximo, eu nao consigo viver neste mundo, nao me encaixo!!! este mundo esta ficando feio porque as pessoas o fazem assim, nao ha amor pelas pessoas, pelos animais, nao ha um gesto de educaçao, etcccc enfim ja estou aqui ha 10 anos mas como trabalho por turnos e alem disso sou terapeuta de reiki, ajudar os outros é meu caminho:big_grin_evil:
    k quizer pode adicionar meu mail ou passar pela minha pag do facebook esta algures por aqui os dados.
    abraços de luz para todos e lembrem-se de uma coisa, nao somos mais infelizes que os outros que tem muito amigos pq em cada um de nós ha imenso amor e a propria felicidade esta dentro de nós, devemos pensar bem sobre isto!!!

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: Purple

  26.  # 35

    Olá My self. Não sei se és barlavento ou sotavento, mas eu sou do Algarve.

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: My self

  27.  # 36

    Ola Penelope sou do sotavento

  28.  # 37

    eu tb sou do algarve, barlavento

  29.  # 38

    Penelope e Elsa, deixo aqui o meu mail myself82z@aim.com, digam qualquer coisa, podemos combinar um cafe ou algo para podermos trocar impressoes. Cpmts

  30.  # 39

    Princess ontem fui-me inscrever num ginásio, depois de encontrar aqui mais pessoas na minha situação conclui que se não formos nós a mudar, nada muda... vou tentar ser mais para mim, o meu grande problema acho que foi ter dedicado a minha vida aos outros (pessoas de quem gostei) e ter alterado por completo o meu modo de vida... quando estava a viver junto sempre tive a noção de estar a perder os poucos amigos que tinha, mas a minha ex. não gostava de ter amisades e isso foi nos isolando. Quando eu resolvi sair da relação pensando no bem dela (situação complexa e irresumivel em texto) dei por mim completamente isolado, apenas e completamente focado no trabalho... enfim não me arrependo da causa mas arrependo-me das consequencias para o meu lado :frown: , mas agora acho que está na altura de levantar a cabeça e começar a construir... Só é pena a inexistencia de pessoas com quem eu goste de estar á minha volta.
    Um pensamento que me tem ocorrido ultimamente é se não estarei com um problema hormonal, pois acho que todos os sentimento, impulsos, vontades etc... estão de certa forma relacionados. Por isso vou fazer um esforço maior para deixar de fumar, fazer exercicio, melhorar a alimentação e travar novas amisades (parte mais dificil loll, sinto ás vezes que irei estar a investir tempo e paciencia em pessoas que no fim não merece a minha presença, como me aconteceu recentemente com um amigo interesseiro que convivi há 2 meses) :angry: nunca vi tanta falcidade. A unica coisa que me ajuda a não desmoralizar é que me sinto muito bem comigo mesmo, tenho é um grave problema/principio de humildade que não me faz querer ser mais que ninguem nunca, adoro estar no mesmo patamar... só que os outros não. Já em tempos de escola não gostava de grupos, tinha sempre 2,3 "amigos" no máximo, não queria liderar nem ser liderado e então não me aproximava desses grupos maiores. Hája saude loll... hoje vou sair a solo, dançar na minha e logo se vê...

  31.  # 40

    Relativamente a trabalho Princess tens de dar a volta a essa situação, conheço muitas pessoas que quanto mais deixam o tempo passar mais dificil se torna... Toma isso como um objectivo sério, acho que essa tem de ser a tua prioridade. Sempre que estiveres num trabalho tem sempre a preocupação de fazer o teu melhor possivel para que ninguem tenha nada a apontar, se quizeres falar sobre esse assunto escreve para o meu e-mail e eu posso sempre te tentar dar algumas sugestôes. Bjs e força a todos...

  32.  # 41

    Aparentemente apoderei-me do Forum loll (com um copinho a mais :big_grin_squint:) .
    "e logo se ve" fantastico, please help, existem mulheres??!!!!! Caramba dancei dancei olhei a minha volta e so xxxxx que anedota, impossivel isto, ate´ me apetecia dançar mais um pouco, foi ate que vi a mulher de um conhecido meu a por-lhe uma parelha em plena discoteca.... perdi a vontade de dançar. O mundo ao contrario... sera´ que algum dia me vou habituar???? Acho que preciso de um psicologo, ha algum no forum??? Vou dormir... para quem realmente nao estiver aqui so de passagem acho seriamente que temos de escolher um canto do mundo para formar uma outra sociedade...

  33.  # 42

    Olá elsa_anjos.

    Também sou do barlavento. És de que cidade?
    Disseste algures acima para passar na pag do facebook ou mail mas não os vejo...

  34.  # 43

    sou de messines. facebook elsa valerio :)

  35.  # 44

    Olá my self sou de Altura
    Compreendo perfeitamente a tua revolta, e olha que o mesmo tambem se passa comigo não encontro pessoas com quem me identifique, e vejo um mundo sem escrúpulos á minha volta. Tenho passado os ultimos tempos também isolada e preciso de alguém para trocar ideias. Esse teu e-mail tem um dominio invulgar :p

  36.  # 45

    Obrigado pelo contacto Aline, o dominio do meu mail é da AOL (AOL Instant Messenger), tenho alguns fornecedores com quem contacto atravez deste "msn", e os meus mails são todos assim.
    Podes entrar em contacto atravez desse mail para falarmos um pouco, sou de muito perto de Altura :smile: ...

  37.  # 46

    Lamento o meu comentário de sabado á noite, espero não ter ofendido ninguem no forum, porque não foi de todo a minha intenção... cheguei a casa com um copito a mais como disse e tinha de desabafar (quem não está habituado a beber é assim :bashful_cute_2: ) . Um bem haja a todos :smile:

  38.  # 47

    Boa tarde pessoal deste forum, conheci ontem a Aline e é uma pessoa fantástica, finalmente encontro uma amiga :grin: , agradeço-te Princess por me teres dado indirectamente esta chance, e agradeço muito... o apoio de todos. Estou mais positivista.

    • Ben
    • 8 December 2011
     # 48

    Pessoas,olá a todos e parabéns pelas palavras partilhadas. Podia falar-vos da minha experiência e de muitas mais coisas. Mas não acham que passamos muito tempo a pensar sobre o assunto e pouco fazemos para nos sentirmos menos tristes,todos os dias, um bocadinho menos.MySelf gostei muito que tivesses tomado a iniciativa e tivesses conhecido alguém que tenha partilhado contigo as mesmas ideias.Afinal não nos basta virmos para aqui desabafar o quão só nos sentimos,o quanto nos magoaram e desiludiram.Não adianta, irão voltar a magoar-nos e a desiludir-nos. A vida não é justa,mas é esta que temos. Trocaram emails, conversaram, o que sentiram o que acharam, combinaram com alguém sair ir ver qualquer coisa?? Eu confesso que sou bastante anti social, prefiro jantares em casa e mais,prefiro não perder tempo a conhecer pessoas novas,dá trabalho,amizades requerem tempo e disponibilidade emocional .. e eu nem sempre tenho. MAS todos os dias luto por mudar um bocado esse sentimento,seja vir aqui e ler-vos,seja falar um bocadinho mais com uma amiga,seja qualquer coisa.O que interessa é que eu todos os dias me mude um pouco, não muito, não com muita pressa, porque senão desmotivo-me com a pressão, com a sensação de que devo algo a alguém.Sou um ser humano, n finjo que não sou.Não estou sempre aberta, nem disponivel e muito menos interessada. Mas hoje quero estar, um pouco mais aberta,mais disponivel, mais interessada, por isso pergunto-vos, a ideia é virem aqui, de vez em quando desabafar, ou é realmente criar algo que seja mais palpavel, que nos faça sentir um pouco menos só .. e saber isso por hoje basta-me.. um beijinho a todos, Ben

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: princess

  39.  # 49

    Olá Ben, concordo contigo quando dizes que não adianta uma pessoa só se queixar e não fazer nada para mudar a situação. Eu comecei o tópico, foi uma forma que eu tive de desabafar e pelos vistos à imensa gente que está na mesma situação do que eu. Eu também vou tentando mudar as coisas, já coloquei o meu email num comentário mais acima para se alguem quiser contactar para falar, etc... agora também depende das outras pessoas.
    Também concordo que nem sempre se está disponivel e com interesse para as outras pessoas.
    "Mas hoje quero estar, um pouco mais aberta,mais disponivel, mais interessada, por isso pergunto-vos, a ideia é virem aqui, de vez em quando desabafar, ou é realmente criar algo que seja mais palpavel, que nos faça sentir um pouco menos só .. e saber isso por hoje basta-me.. um beijinho a todos, Ben" tudo depende do interesse das pessoas em querer fazer algo para mudar a situação! :)

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: mava_pt

  40.  # 50

    Ben pareces uma ufada de ar fresco que chegou aqui, há dias que ninguem falava, já me tinha mudado para o tópico ao lado "Não percebo porque sou assim" loll... tens muita razão ao dizer "prefiro não perder tempo a conhecer pessoas novas,dá trabalho,amizades requerem tempo e disponibilidade emocional", é isso que há já algum tempo sinto e que agora tambem quero mudar, porque eu tenho a ceteza que existem pessoas com quem eu gostaria de estar, mas estão misturadas, e é muito dificil encontrar... o ideal seria mesmo pessoas proximas e fisicas, pois tenho duas grandes amigas que estão longe e têm sentimentos por mim, logo não é amisade que recebo do outro lado :-( e não as quero magoar porque gosto muito delas.
    Princess recebi o teu mail, quando tiver disponibilidade entro em contacto, mas a minha opinião sobre as mulheres não mudou e nem vejo que possa mudar... poderás dizer o mesmo dos homens, mas eu cinseramente não me enquadro no esteriótipo masculino por isso não irei contra-argumentar.


Para responder ou participar clique aqui.
Para ver mais conversas como esta clique aqui.

 
0.4675 seg.
Creative Commons License
Todo o conteúdo do Fórum Saúde tem uma licença Creative Commons Atribuição-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Portugal

Termos de Utilização e Política de Privacidade