Fórum sobre saúde, medicina, enfermagem, medicamentos, doenças, cirurgias, hospitais, clínicas para doentes, médicos, enfermeiros, profissionais e interessados
Ainda não iniciou sessão (Iniciar sessão ou registar-se)
    •  
      FD
    • 20 April 2010 editado
     # 1

    Pois é, na sequência das minhas queixas de ardor no estômago e desconforto nocturno, fui a uma consulta de gastroenterologia...

    Depois da endoscopia e de ir buscar as biopsias, fui ver os relatórios.

    Devo ter tudo e mais alguma coisa no esófago.

    Conclusão da endoscopia: anel do esófago distal, esofagite grau B associada a estenose péptica relativa e gastropatia antral.
    Conclusão das biopsias: presença da bactéria H. Pylori e uma suspeita de esofagite eosinofílica.

    Ainda vou buscar a ecografia e à consulta... depois dou notícias.

    Entretanto, o Nexium tem resultado. E quanto a isso uma "história" engraçada.
    Quando o Fernando Gabriel disse que era caro, eu nem reparei nisso na altura mas, depois, fui ver o preço: 78€ por 56 comprimidos! 1,40€ por comprimido!
    Fui visitar uns familiares da minha mulher e, conversa puxa conversa, alguém toma algo para o estômago também.
    Deram-me a embalagem a ver: medicamento genérico Omeprazol, preço para 28 comprimidos, 24€!
    Como era uma localidade perto de Espanha, alguém trazia de Espanha o "mesmo" comprimido (o mesmo princípio activo) de um laboratório espanhol (Rimafar). Preço? 3,5€ por 28 comprimidos, ou seja, 0,12€ por comprimido.

    O "meu" é de 40mg e aqueles eram de 20mg mas, mesmo assim é uma diferença brutal. :shocked:

  1.  # 2

    Desconhecia essa diferença nos preços entre Portugal e Espanha...

    Traduzindo um pouco o que aí está por miúdos, para quem não percebeu:

    Em relação à senhora Helicobacter Pylori é uma bactéria com a qual é frequente estarmos infectados e é uma causa frequente de gastrite, inflamação do estomago, que pode ser a referida gastropatia (doença do estâmago), no caso, na parte mais baixa do estomago, o antro. A esofagite significa que há uma inflamação também do esófago, que está a causar o seu estreitamento (estenose).

    • isa
    • 21 April 2010
     # 3

    Carlos

    E o que podes referir acerca de acantose e papilomatose no resultado das biópsias?
    Julgo não me ter enganado nos nomes...

  2.  # 4

    Não sei, confesso. Papilomatose imagino que sejam "verrugas" causadas pelo vírus papiloma (sim, é o mesmo do cancro do útero, mas este vírus tem "milhentas" variações, umas que nem sintomas causam). Acantose desconheço o que a cause e quais as consequências. No livro de patologia que tenho aqui também não é refereido nada.

    •  
      FD
    • 30 April 2010 editado
     # 5

    Já fui à consulta. Além daqueles problemas tenho o fígado gordo...

    Primeiro passo: erradicação da Helicobacter Pylori com antibióticos (amoxicilina e claritromicina).

    Já agora, na primeira noite em que comecei a medicação fui 6 ou 7 vezes à casa de banho urinar. Fiquei assustado, sendo esse um sintoma de diabetes mas, nos dias seguintes normalizou. Já andava a ver a minha vida a andar para trás...

    Depois, vou fazer um exame para saber como é degluto, ou seja, como é que a comida passa pelo esófago.
    Continuo a tomar Nexium 40mg durante quase 10 semanas.

    Próxima consulta: daqui a 3 meses.

    Uma coisa ficou clara: tenho DRGE (Doença do Refluxo Gastro-Esofágico), que é uma doença crónica. E até ao final da minha vida terei que ser acompanhado por isso mesmo... :mad:

    Se alguém precisar de um médico gastroenterologista em Lisboa, digam. Pelo menos com isso estou muito satisfeito. :grin:

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: acn.nunes

  3.  # 6

    FD está a tomar 40mg de omeprazol? já é uma boa dose
    o omeprazol é um inibidor da bomba de protões como o nexium apenas o nexium é a ultima geração(carissimo), há pessoas que se dão mal com uns ou outros, há varias substancias activas, aconselhava isso mesmo a testar o omeprazol é o mais barato e há muitos genéricos, mas falar sempre ao medico :)
    eu dei-me mal com nexium, e tive de experimentar outros, neste momento estou a tentar deixar medicação e concentrar-me em prevenir, é uma grande arma, prevenir.
    o pylori tem ser mesmo com antibiotico mas não é confirmado que resulta sempre, em casos a bacteria continua lá, mas é uma situação normal"" ter a bacteria.
    o urinar muito pode ter a ver com a excreção de bacterias e outros, com alguns antibióticos a mim passa-me igual.
    DRGE é viver com ela sim, tb tenho e tenho já um estado mais avançado que o FD, além que tenho gastrite cronica do antro mas sem Pylori.
    o melhor é não pensar muito nisso, não abusar nos medicamentos IP(têm efeitos secundarios muitos) e prevenir, prevenir é o essencial.
    cumprimentos

    •  
      FD
    • 13 May 2010
     # 7

    Não estou a tomar 40mg... estou a tomar 2x40mg (de manhã e à noite).

    Hoje fui buscar as análises... proteínas na urina (15mg/dl), colesterol alto (LDL) (137mg/dl), glicémia alta (101mg/dl), nem sei o que pensar e a consulta é só daqui a 2 meses... :impatient:
    Penso que será da medicação pois pelo que li do folheto informativo do Nexium, as análises poderão ficar alteradas.

    Mas não me posso pôr a ver o que quer isto dizer na net senão fico em stress. :zipped:

  4.  # 8

    FD está a tomar 2x40 duas vezes ao dia...é realmente dose, sim com essa dose deve quase de certeza alterar analises, mas se o medico mandou é pq é preciso.
    nada de stress
    abraço

  5.  # 9

    FD depois de ler as suas queixas vi k temos problemas semelhante,mas durante estes anos todos fui aprendendo a viver com a situação. De vez em quando tomo algo para todo o desconforto q sinto pois tenho refluxo com agravante de não poder usar cintos. ultimamente tenho tomado PANTOPRAZOL GENERIS 20 mg custa pelo SNS 6 euros, e´barato e sinto-me bem, pois não gosto de tomar medicação.para fazer efeito tem de ser tomado em jejum. ate já comprei outra embalagem mesmo sem ir ao médico,também tenho bactéria h.pylori,a essa nem lhe ligo .tenho uma amiga k tomou tanto antibiotico k lhe caíram os dentes ,a bactéria volta na mesma.só desaparece quando está adormecida.

    as melhoras ANA CONCEIÇAO

  6.  # 10

    Essa relação entre cair os dentes e o antibiótico foi dita pelo médico?

  7.  # 11

    Boa noite,não foi o médico, foi mesmo a paciente porque teve que tomar grande dose de antibiótico.

    ANA DA CONCEIÇÃO

  8.  # 12

    Tenho sempre um acesso de tosse logo que acabo de comer. O refluxo costuma ser imediato???É logo, logo que se acaba de comer, mesmo que seja uma tosta ???
    Foi-me diagnosticado refluxo mas o omeprazol não me faz nada. E o mais estranho é que se comer um rebuçado de mentol não tenho logo um acesso de tosse.
    Alguém consegue entender? A vossa tosse verifica-se imediatamente após as refeições?
    Help, please!!!!! Chego a vomitar com a tosse!

  9.  # 13

    MARIA LUCAS a mim o refluxo não me causa essa situação ,só tenho quando me baixo ou me deito e me enervo logo após a refeição.tudo isto é provocado por ter uma hérnia do hiato no esófago, o que penso não ser o seu caso .não terá a garganta irritada que a faz tossir e com o esforço vomita? tente fazer um exame de gastrenterologia , assim ficará mais descansada,
    as melhoras,ANA DA CONCEIÇÃO

  10.  # 14

    Obrigada Ana!
    Era o que eu pensava: a tosse vinha durante a digestão e não imediatamente após.
    Já fiz o exame e dizem que tenho refluxo apesar de não ter sintomas, (nem azia nem nenhum dos seus sintomas!) para além da tosse. Além disso, quando tusso após comer alguma coisa, geralmente sobe um muco do tipo clara de ovo que bloqueia a garganta e a tosse torna-se produtiva. Vocês não têm nada disso, pois não? Se bebem um copo de água não desatm a tossir???
    Mais uma vez mto obrigada.
    Adorei o Forum, é muito útil!!!

  11.  # 15

    Bom dia!!venho por este meio me informar porque ando com tosse,falta d ar,mal disposto,enximento na barriga,ja tomei muita coisa mas nao passa.ja ando assim á muito tempo e nao sabem o que é.que posso fazer??Que sera que tenho? gostava de uma resposta

  12.  # 16

    Maria lucas, sabe, eu nem consigo beber um copo de água antes de me deitar nem chá ou coisa parecida,já fico com a noite em branco,provoca -me uma espécie de queimadura no esófago que me vem há garganta ,e, adeus dormir! Sendo assim desforro-me a beber em jejum. sempre são 400 ml só de uma vez. Durante o dia e ás refeições vai se bebendo refresquinho de cevada .assim aprendi a viver com isto!
    há ,digo-lhe se tomar o meu medicamento em jejum posso lhe dizer que nada me faz mal."pantoprazol" 20 mg mas fale com o seu médico!
    fiquem bem !..
    ANA DA CONCEIÇÃO

    • cas
    • 12 December 2010
     # 17

    Olá!

    Já fiz endoscopia e revelou gastrite cronica pelo helicobar pylori.
    Fiz o tratamento com os antibioticos e o omeprasol.
    Já tomei,Gastrex,Nexium e Omeprasol,todos com +- a mesma base quimica.

    O problema é que não consigo tomar estes medicamentos mais que uma semana.

    Provocam-me potentes dores de cabeça,confusão,e por fim problemas gastricos como indigestão e a parte final do intestino grosso com muco.
    Estes sintomas não esconderão outro problema,como SII ,Crohn ou colon ulcerado?
    Será apenas alergia a esta substancia quimica?Alguem já passou pelo mesmo?

  13.  # 18

    Indigestão, dor de cabeça, etc são efeitos adversos relatados dos inibidores da bomba de protões (Omeprazol, Nexium..)

  14.  # 19

    Boa noite
    Estou neste momento à procura de um bom médico gastroenterologista para me aliviar de uma doença que já me acompanha desde os 14 anos, aquando da minha primeira crise que me levou às urgências, e que o médico que me seguia na Estefânia diz ser algo psicológico que ele nunca conseguiu perceber o que era e por isso toda a medicação que me receitava não aliviava em nada o meu problema.
    Sofro de dores de barrigas muito violentas, seguidas de cólicas e ardor no estômago e diarreia. Pelo que eu já percebi e com o passar dos anos sou intolerante à maior parte da comida, desde carne, leite, trigo, etc. É tanta informação e tão pouca correcta que até hoje nunca consegui fazer uma dieta que me aliviassem esta diarreia crónica. Desconfio que sofro SII, e quando disse ao médico isso, este protestou e disse que não. No entanto todos os sintomas apontam para isso! Realmente a primeira crise apareceu quando entrei em depressão, e foi-se agravando. Durante 4 anos não fazia mais nada a não ser tentar ir a escola e estar em casa por causa das crises que me iam deixando de cama, perdi 10kg num ano e desenvolvi anemia crónica. Bem, no entanto agora estou melhor da depressão, e arranjei um bom trabalho onde estou em fase experimental...mas a minha continuidade pode estar comprometida por causa deste problema que ninguém descobre o que é,e por isso não consigo ter uma terapêutica que me ajude. Na altura fiz uma endoscopia e uma colonoscopia ambas com biopsias que não acusaram nada de muito grave. Mas neste momento torna-se imperial que eu consiga pelo menos abrandar estas crises que quase não me deixam sair de casa. Peço por isso que se alguém souber de um médico que me possa ajudar que me passe o contacto se não for pedir muito.
    bikankas_acabou@hotmail.com para onde pode ser enviada a informação.
    Obrigada

  15.  # 20

    Bikankas, um diagnóstico não é apenas um somatório de sinais e sintomas. Se assim fosse, bastava um programa informático para diagnosticar, não era preciso um médico. Digo isto para que não se foque apenas no que pensa ter, pois isso pode ser muito prejudicial na aceitação e reacção a tratamentos a outras patologias que sejam, no caso, a que na verdade tem. É que a mente e o corpo estão muito mais ligados do que se pensa.

    Em relação ao seu pedido, não a consigo ajudar.

    •  
      FD
    • 15 December 2010 editado
     # 21

    Vou fazer uma actualização.

    Depois destes meses todos, tenho o problema da acidez controlado. Tomo 1 comprimido de Nexium 40mg de manhã e nunca mais tive problemas.
    Entretanto já fiz análises novamente e, não tinha proteínas na urina, o colesterol baixou para 114 (no limite do valor de referência de 115) e a glicémia baixou para 80.

    Descobri também algo que me fazia ter hiper-acidez: consumo de leite de vaca.
    Quando abusava no consumo do leite, notei perfeitamente o aumento da acidez do estômago. Nesses dias precisei de tomar antiácidos.
    Por isso, fica a dica: diminuam o consumo de leite e vejam se resulta.
    A minha médica disse que com o avançar da idade a nossa "tolerância" ao leite diminui.
    De resto, não fiz qualquer alteração no regime alimentar.

    A única coisa que está além dos valores de referência nas análises é a contagem dos eosinófilos: 7.9 com valores de referência de 0-3.
    Pelo que me disse a médica, são as alergias as culpadas...

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: Alexandra Fernandes

  16.  # 22

    Isto pode causar tonturas?

    • pax
    • 21 October 2011
     # 23

    pode perfeitamente!

  17.  # 24

    FD, tinhas tonturas com isto?

    Já não sei o que fazer, estou constantemente com tonturas.

    •  
      FD
    • 24 October 2011
     # 25

    Não, não tinha.

    Entretanto, fazendo uma nova actualização, mudei a medicação do Nexium, que era muito caro, para algo mais barato, o Pantoprazole 40mg genérico.

    Não senti qualquer alteração ou problema.

    Algures no início do ano fiz nova endoscopia e análises, a gastrite ficou curada, a H. Pylori desapareceu e as lesões cicatrizaram.
    Não sinto azia, qualquer dos problemas que tinha ou efeitos secundários que associe à toma do medicamento.
    Continua tudo a correr bem. :grin:

    A meio do ano experimentei, a conselho da médica, alternar a toma, fazendo dia sim, dia não e, logo no primeiro dia senti o ardor... pelo que voltei à toma diária.

    • pax
    • 24 October 2011
     # 26

    Estes medicamentos também precisam de ser descontinuados gradualmente, não se pode parar de um dia para o outro.

  18.  # 27

    Bom noite, desde o meus 15 anos (actualmente com 33) que tenho crises de vomitar. às vezes passo dias a vomitar e tenho de ir para o hospital. Tem se tornado mais regular e confesso que já fico muito ansiosa com medo da próxima crise e sobretudo porque me afecta ao nível profissional. Já fui a alguns gastroentrologistas e fiz endoscopias e apenas acusa refluxo biliar e piloro permeável. Dizem que não é justificação destas crises. O que é facto é que cada vez é pior, fico tão fraca de vomitar que começo a tremer. Pedia a alguém que tivesse um bom médico de gastro se me podia dar o contacto.

    Obrigada

    • pax
    • 19 September 2012
     # 28

    Já fizeste análises à helicobacter pylori e a parasitas?

    • FP
    • 10 October 2012
     # 29

    Bom dia.

    Tenho 33 anos e em Junho fiz um endoscopia alta, tendo-se descoberto uma gastrite, a presença da Helicobacter pylori, e refluxo gastroesofágico.
    Desde há 4 semanas para cá que estou com uma crise de refluxo, sem grande melhoria dos sintomas. Iniciei novamente o Pantoprazol há 2 semanas, as ainda não sinto grandes melhoras. O sintoma que me chateia mais, neste momento, é uma rouquidão persistente que segundo o otorrino se deve ao refluxo.
    Na altura da realização da endoscopia recorri a um médico do hospital dos lusíadas, que pode ser muito bom, mas que na minha opinião não permite que o paciente tenha uma relação de confiança com ele. Só para se perceber... no dia da consulta em que ele fez o diagnóstico, disse-me que tinha uma doença para a vida... perguntei-lhe se tomaria sempre o medicamento e ele disse para eu experimentar deixar ou reduzir... que depois visse! Perguntei quando deveria repetir a consulta e ele n me deu resposta... Não me senti confortável com ele nem acompanhada!

    Deixo aqui uma pergunta para todos e , em especial, para FD, será que me podem aconselhar um médico gastroenterologista de confiança e que nos dê algum acompanhamento? É que estou a ficar preocupada com a permanência dos sintomas e não tenho vontade de contactar novamente o médico dos Lusíadas!

    O meu email é fpedroso.alcantara@gmail.com.

    Obrigado

    •  
      FD
    • 10 October 2012
     # 30

    Sim, é uma doença crónica, é para a vida, conte com isso.

    Está a tomar Pantoprazol, qual a dosagem?

    Recomendação: http://goo.gl/1p2fb
    Depois dê notícias sobre como correu... :grin:

    Deste lado, actualizando a minha última intervenção um ano depois, continua tudo igual. Tomo a medicação todos os dias, não tenho tido ardor ou qualquer outro tipo de sintoma.
    Até ver, está tudo a correr bem.

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: FP

    • FP
    • 10 October 2012
     # 31

    Obrigado FD.

    Estou a tomar 40 mg... mas ontem o otorrino recomendou que duplicasse a dose, ou seja, fazer mais uma toma antes do jantar. Daí eu ter ficado com receio dos efeitos desta duplicação de dosagem.

    Vou tentar marcar consulta... o médico onde andei é médico do IPO, pelo currículo parece um grande profissional, mas não me deixou confortável nem me aconselhou medidas preventivas. O otorrino até achou estranho!

    Cumprimentos

    • pax
    • 10 October 2012 editado
     # 32

    Não concordo que seja para a vida...

    Já fizeste tripla terapia para eliminar a bactéria? Tens de ter atenção à alimentação, esquece pizzas, queijos, farináceos, leites, etc...

    Fazes bem em procurar outro médico.

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: FP

    • FP
    • 10 October 2012
     # 33

    Pois... nessa altura fiquei desanimada!

    Já fiz uma terapia durante 14 dias com 2 antibióticos, acompanhada por 2 tomas diárias de pantoprazol. Mas não sei se erradicou a bactéria!

    Para além disso falaram-me em café, chá, tomate, condimentos (claro), enchidos, citrinos... honestamente, neste momento, não sei o que comer!

    Com esta crise agora, sinto-me perdida! Vou mesmo procurar outro médico.

    • pax
    • 10 October 2012
     # 34

    é isso mesmo. tens de aguardar 6 meses para fazer nova análise à pylori para confirmar a erradicação. Exactamente, há muita coisa que não se pode comer, pelo menos durante o tratamento e os meses seguintes.

    •  
      FD
    • 10 October 2012
     # 35

    pax,

    Não concorda porquê?

    • pax
    • 10 October 2012
     # 36

    A minha esposa já foi diagnosticada com gastrite crónica, acidez de refluxo, hernia, esteve até para ser operada e aconselharam-na a tomar lansoprazol para o resto da vida. Com algumas sessões de acupunctura desapareceu tudo, confirmado por endoscopia.

    Estas pessoas agradeceram ou concordaram com esta mensagem: jb

    • FP
    • 11 October 2012
     # 37

    Bom dia.

    FD, como não consegui marcar com celeridade para a médica q aconselhou (apenas havia vaga para dia 8 de Novembro), foi hoje de manhã a um gastroenterologista da clínica dos Quadrantes (um professor)... gostei muito dele... tem uma visão deste problema completamente diferente do outro onde eu andava!

    Este médico referiu que a razão de o meu refluxo se ter agravado foi a erradicação da bactéria! Segundo ele, está provado que com erradicação da bactéria por vezes surge casos de refluxo acentuado. Ou seja, esta bactéria que nos pode provocar cancro, também tem uma função protectora...

    Agora receitou-me um tratamento, com períodos e dosagens diferentes e depois o desmame! Ele diz q n posso dizer q tenho de tomar o medicamento a vida toda... até porque causa habituação e depois o efeito, qdo se suspende a sua toma, é ainda pior!

    Outra situação que tenho de moderar é a ansiedade... pois este problema agrava-se imenso com a ansiedade!

    Estou a ponderar fazer umas sessões de Reiki ou acunpuctura!

    Agora já estou mais calma e sinto-me mais segura!

    Um obrigado a FD e pax.

    •  
      FD
    • 11 October 2012
     # 38

    E pode dizer qual foi o tratamento?

    Quanto ao tomar o medicamento para toda a vida, do que sei, pelo menos no meu caso, a DRGE tem origem num problema físico.
    Na prática, é uma simples válvula que não funciona. O músculo que fecha a passagem do esófago para o estômago não funciona, não fecha.
    Isto faz com que os sucos do estômago subam para o esófago e devido à natureza agressiva destes, danifiquem a parede do esófago.
    Ora, a medicação o que faz é diminuir a agressividade destes sucos do estômago de forma a que não causem dano aos tecidos do esófago.
    Acho que, de forma muito simples, é isto.

    A minha dúvida é, como é que se ultrapassa isto sem medicação? Se o músculo continua a não cumprir a sua função?
    Diminui-se a agressividade dos sucos gástricos de outra forma que não através da medicação?

    • FP
    • 11 October 2012
     # 39

    Agora como estou nesta fase crítica... farei 2 tomas diárias (e manhã e ao jantar) de Pantoprazol 40 mg até terminar a caixa. Depois farei mais 2 meses e meio de pantoprazol 20 mg, 2 tomas. No fim de este tempo tomar 2 semanas apenas 1 toma diária de 20 mg e depois fazer desmame!

    No meu caso, na endoscopia não deu que a válvula é incompetente! Praticamente todas as pessoas sofrem de refluxo, dá ideia que tb se relaciona com a maior ou menor produçãode ácido pelo estômago em função do que comemos e do stress! Esta válvula não está sempre fechada, até porque salivamos e temos expectorações q a toda a hora são engolidas... nesses momentos o ácido pode afluir ao esófago originando o tal desconforto. Eu sofro de sintomas atípicos, segundo o médico, q são rouquidão, saliva espessa e alguma tosse seca, para além da queimação!

    Claro que ele também referiu que eu iria ter mais crises, mas que nessa altura retomásse o medicamento! Vamos ver se resulta... eu espero que sim!

    Cumprimentos

    •  
      FD
    • 11 October 2012
     # 40

    Foi o que eu fiz.
    Andei dois meses a tomar dois 40mg, um de manhã e outro ao jantar para poder cicatrizar a lesão que tinha.
    Depois, passei para um de 40mg de manhã e tenho mantido. Penso que a dosagem também poderá estar directamente ligada ao nosso tamanho - peso/altura.

    A médica sugeriu que experimentasse de vez em quando alternar os dias de toma, dia sim dia não mas, experimentei uma ou duas vezes e senti logo a diferença.
    Nessa altura ela disse-me que, apesar de eu não querer tomar a medicação para sempre, o mais importante era o meu bem estar e que não deixasse de tomar a medicação só porque me sentia adverso a essa obrigação. Normalmente queremos sempre evitar tomar comprimidos, parece que estamos contra essa necessidade. Quantas dores de cabeça tenho e continuo a ter só porque acho que é mais saudável evitar a toma de comprimidos?

    Nestas férias houve um dia em que não tomei a medicação porque me esqueci e na verdade não senti qualquer problema durante todo o dia mas, à noite, lá voltou o ardor...

    Falei-lhe em alternativas mas, ela disse-me que a única alternativa era a intervenção cirúrgica e que a mesma não era eficaz a longo prazo - os sintomas voltavam em média 10 anos depois.

    Claro que podemos estar a falar de casos diferentes, o resultado da sua endoscopia pode ser diferente do meu. As suas causas podem ser diferentes das minhas.

    Vá dando notícias. :wink:

    • FP
    • 11 October 2012
     # 41

    Realmente, o que interessa acima de tudo é nos sentirmos bem! Qdo questionei o médico sobre alimentação, ele disse-me algo que eu acho muito adequado que é: "a função do médico é tentar dar melhor qualidade de vida ao paciente. Daí receitarmos uma dieta restrita era estarmos a tirar qualidade de vida!"

    Para isso é que nos valem os ditos comprimidinhos! certo?

    Desejo que tudo lhe corra bem e depois contarei como correu o desmame! :smile:

  19.  # 42

    Boa noite

    Depois de ler estes tópicos, acabei por ficar mais confusa.
    Tenho um tratamento para fazer para erradicar a H.Pilory, cujo o medicamento não há em portugal, a juntar a outro que é carissimo mais os respectivos protectores de estómago.(Nota, já havia efectuado um tratamento com 2 antibioticos que não resultou,deu positivo após fazer o teste respiratório).
    Mas afinal deve-se ou não erradicar??
    *e ou não perigosa estar "acordada"
    Agora acho que vou procurar outro médico que me elucide, estou mesmo baralhada.

    • pax
    • 14 October 2012
     # 43

    Quanto tempo esperaste para confirmar o resultado do tratamento?

    DE facto ha estudos que demonstram que a pylori protege o estomago/esofago de tumores. No entanto se a pylori te provoca gastrite/ulceras eu acho que deve ser erradicada e depois ter uma alimentação saudável.

  20.  # 44

    1ª vez que fiz o teste após o tratamento com os 2 antibioticos, foi cerca de 4 semanas e deu positivo.
    Na altura em 2010 o médico referiu embora positivo que havia 90% da população e não era grave.
    No entanto fui a outra médica, ver opiniao este ano que após novo teste e continuar positivo, é da opinião da erradicação.
    No entanto, sei que tenho gastrite crónica, mas não é nada que me traga grandes complicações, até porque tenho cuidado com alimentação
    Fico na dúvida se devo ou não fazer este tratamento agora receitado por esta médica, cujas contra indicações da toma são muitas.

    • FP
    • 15 October 2012
     # 45

    Bom dia.

    Este médico onde eu fui referiu que qualquer biópsia que se faça ao estômago acusa gastrite! Relamente fiquei intrigada, mas até pode fazer algum sentido, pois como estão sp sujeitas ao ataque pelo ácido, dificilmente estarão normais!

    Depois, quando falámos da erradicação... ele referiu o que eu já disse antes. A única coisa que lhe posso dizer é q procure outro médico! Este deu-me alguma calma, pois é professor e parece ter muita experiência... o outro já foi director de gastro do IPO e mandou-me erradicá-la!

    Realmente, o quadro de refluxo que sofri após a erradicação foi horrível, e vamos ver como vai ser daqui para a frente!

    A melhoras

    • pax
    • 15 October 2012
     # 46

    marti, 4 semanas é normal que esteja positivo, deves aguardar no mínimo 4 meses para confirmar se o tratamento resultou ou não.

  21.  # 47

    Boa noite

    Agora quando repeti o teste foi após 2 anos, do 1º teste que fiz e deu positivo na mesma.
    FP, pode dar-me alguma referência sobre o médico que o atendeu na quadrantes??

    • FP
    • 16 October 2012
     # 48

    Boa tarde.

    Marquei para o Dr. Ant. Alberto dos Santos. Fui aconselhada pela pessoa que me marcou a consulta e gostei!

    Boa sorte.

  22.  # 49

    sinto todos os sintomas,
    mas ainda não consultei o medico,fico bem apreensiva,
    pois tudo que se deve evitar fazer,faz parte da minha rotina diária.
    oque vou poder comer?
    se alguém tiver uma dieta especial eu adoraria
    uma ajuda,obrigado.

    • jb
    • 3 January 2013
     # 50

    "A minha esposa já foi diagnosticada com gastrite crónica, acidez de refluxo, hernia, esteve até para ser operada e aconselharam-na a tomar lansoprazol para o resto da vida. Com algumas sessões de acupunctura desapareceu tudo, confirmado por endoscopia."

    Boa tarde a todos
    Pax, tenho exactamente o que descreve que a sua esposa tinha.
    Interessava-me muito saber, onde fez a acupunctura?


Para responder ou participar clique aqui.
Para ver mais conversas como esta clique aqui.

 
0.0716 seg.
Creative Commons License
Todo o conteúdo do Fórum Saúde tem uma licença Creative Commons Atribuição-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Portugal

Termos de Utilização e Política de Privacidade